Watchmen: O TERRORISMO E O ASSISTENCIALISMO COMO ARMAS ESTATAIS DE IMOBILIZAÇÃO SOCIAL

Ou como os governos do mundo descobriram a America, e estão adotando a pax norte-Americana. Vendendo medo e esperança como Coca-cola.

Já usei este video antes, mas é premonitório: inclusive do momento que que os cães de Guerra voltam para casa…

Até Temer, parece, estar aprendendo a transformar a usar os presentes que recebe do seu deus em oportunidades, como disse Erdogan.

No Social parece Temer finalmente acordou para o que Lula também anteviu quando mandou as favas todos os projetos sociais do PT, e abraçou o bolsa-escola. Num pais rico, mas com uma população mantida miserável, ele poderia distribuir migalhas e ainda ser aclamado por isso. Mais, poderia inclusive aumentar ainda mais os controles e apertar ainda mais os cabrestos nesta gente que só receberia elogios de quem não se considera ignorante. Temer percebeu que não só pode fazer o mesmo, mas pode ir mais assumir ainda mais explicitamente que se está indo na direção oposta da inclusão e emancipação e universalização, pode até excluir gente, sem sequer perder sequer o apoio popular, desde que aumento o benefício e crie mais subprogramas dentro do programa para ganhar midia.

Na Economia Temer também segue os o caminho do mestre Lula, e vai fazendo tudo o que ele fez… Ou seja, nada. Ou melhor vai deixando em claro e evidente que não vai intervir nem virar a mesa de nada, digo, para os empresários é claro. Pode parecer pouco. É pior. Mas perto de um desenvolvimentismo bandido, até o entreguismo e a pilhagem descarada acabam saindo melhor na foto.

Porém o jogo para Temer começa mesmo, se ele ficar. Porque quem colocou ele lá vai cobrar a mesma fatura, que cobraram de Dilma, e a levou ao cadafalso. E eis a questão: Como ele, ou qualquer outro capataz da fazenda vai fazer para cumprir suas ordens, sem enfrentar a revolta que o derrube do cavalo?

Eis a resposta.

Infelizmente, é na segurança que Temer vai demonstrando um nova capacidade ao menos para Brasil. Neste caso o presente divino é importado. Essa ameaça meia-boca de terrorismo que temos até agora, caiu como como uma luva. Num pais com uma burguesia ao mesmo tempo encastelada e histérica com a violência urbana que de fato existe, e um povão que gosta de se apavorar com Datena e Cia. Terrorismo era tudo o que o governo precisava de novo, para dar tirar o foco de tudo o mais que não interessa, principalmente a eles. Como por exemplo esse:

Pois é sempre bom lembrar que eles são para todos os efeitos eleitorais um. Vejam que por exemplo, como a midia continua batendo tecla no obvio, leiam o trecho

Notem como eles usam do propria artimanha do PT de se vender a dona Dilma como a senhora Democracia não apenas contra ele, mas contra o povo e a favor do sue eterno 171. Isso não é a prova de que não há golpe. Isso é a prova cabal de que essa normalidade legal, essa democracia representativa é o golpe, é um estado de exceção disfarçado de direito.

O “mimimi” dos petistas é lágrima de Cunha, choro (falso) de quem perdeu a chefia das gangues políticas. Assim como o “chororo” dos governos de EUA e UE contra Erdogan são tão falso quanto qualquer reprimenda, e a menos que a sanha por poder do ditador turco prejudique seus interesses geopolíticos, eles podem dar fim em quem ele quiser. E olha que até os misantropos (mas muito bem informados) Antagonistas já perceberam isto:

A falacia portanto de todos os argumento que apontam o dedo para a falta de democracia do adversário apenas denuncia a agonizante contradição da fase terminal de toda democracia representativa e se não podem revelar o que cada um destes regimes sempre foi, ao menos revela o que eles nunca chegaram a ser, uma democracia.

Não há governo hoje no Planeta Terra que seja legítima expressão do povo. Se é que um dia houve.

Perante o despertar dos povos os regimes buscam se justificar pela comparação com o que há de pior. E se agarrando desesperadamente aos golpes, terror, atentados e guerras mornas para suspender a plenitude do estado de direito e a liberdade de todos. Os estados de emergência e a guerra na Síria são apenas o ensaio como o foi a revolução Espanha.

E o brasil não está fora dessa onda. Pelo contrário. Ao que tudo indica, Temer, não perderá um segundo da curta janela de tempo que tempo para copiar Hollande e Erdogan. E isso sem nem precisar de ataques ou estado de emergências; sem fazer expurgos gigantescos ou bombardear lugar nenhum.

http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/pf-cumpre-12-mandatos-de-prisao-contra-suspeitos-de-terrorismo-no-brasil/

E não se enganem, este tipo de politica reativa que se vende como preventiva não será capaz de deter um atentado no Brasil, se ele estiver mesmo em andamento. Eles mal conseguem frear a violência urbana, como poderiam que tem causas e alvos previsíveis, como poderia frear uma terrorismo que não busca mais grandes alvos, mas se contenta em matar coitado que esteja no lugar errado na hora errada?

DE qualquer forma, se ficar, Temer não vai precisar de nenhum ataque para passar as medidas que interessam ao mercado e a classe politica, leia-se privatização e precarização do trabalho, e claro melação da Lava-Jato. Basta mobilizar as atenções.

Veja, não é preciso ser nem ter nenhum gênio para descobrir a América. Até o Jornal da Globo já descobriu (no ultimo parágrafo do texto)

É digno de nota, porque afinal quando até o Jornal da Globo fala abertamente o que o mundo inteiro já descobriu é porque não vai dar bosta, já deu.

E é evidente que guardadas as devidas proporções o que ocorre na Turquia é um fenômeno mundial, uma contra-reação autoritária e governamental a onda de emancipação dos povos e pessoas que se espalhou pelo mundo.

Pouca gente antenada não percebeu ainda que a velha democracia representativa que já não passava de uma fachada, foi reduzida a menos que isso, a meramente um rótulo que qualquer tirano ou bandido cola a si mesmo, para se autoproclamar legítimo.

Essa nova febre de falsidade ideológica totalitária da Democracia sou eu, que está presente, aqui no Brasil, na Venezuela, e se nos países subdesenvolvidos manifesta ainda na figura personalista dos grandes líderes é só uma versão do imperialismo das grandes potenciais que se vendem como policia do mundo.

O Brasil, ao que tudo indica escapou de um culto ao grande líder, apenas para cair na armadilha de um estado policial.

Muita gente diz que eu exagero, mas também falavam isso há dez anos atrás e hoje curiosamente estão sentados nos problemas como se eles sempre tivesse estado ali e eles sempre os tivessem visto.

Image for post
Image for post

É incrível, como a sociedade da alienação vão de um polo ao outro, sem jamais abrir os olhos, e tomando por suposição aquilo que renegava com veemência sem nenhum pudor, desde que nada mude. Mas as vezes, enfiar a cabeça no rabo e esperar que os problemas desaparecem não funciona, de tempos em tempos as coisas arrebentam.

Quem cresceu lendo contracultura, não precisa de Baba Vanga para ver o futuro:

Image for post
Image for post

Não sei se “O sertão vai virar mar, e o mar vai virar sertão.” Mas Sorriam. o relógio da grande piada mundial nunca andou tão depressa.

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store