Trump o paciente zero Dos Palhaços Malignos

American Horror Story

Image for post
Image for post

Mais gente vendo a nuvens da tempestade se desenhando — não por acaso alguém que intende os problemas da comunicação versus governabilidade de uma outra perceptiva: Kotscho, foi Secretário de Imprensa e Divulgação da Presidência no governo Lula (2003–04).

Embora qualquer um consiga ver as desgraçadas similaridades. Por exemplo, Trump já deu sinais que não está muito disposto vai tirar o pé do acelerador, agora que a derrota parece certa. Já começa a preparar a uma estratégia bastaste similar a usada por Aécio: alegar fraude eleitorial. Pode ser que ele não conteste o pleito em si — o que eu duvido. Mas vai alimentar todo tipo de teoria conspiratória, bem ao seu gosto, mutirando fatos verdadeiros ou meramente críveis com os maiores absurdos possíveis para criar a meia-verdade que lhe interessa e minar uma presidente que eventualmente chegará a Casa Branca como Dilma chegou ao Planalto, sem confiança, credibilidade e popularidade. Trump é um populista. Não importa o que ele faça, não derrete diante dos fanáticos que o apoiam. Hilary não, seu eleitorado além de ser composto de gente ligeiramente mais esclarecida, é em grande parte formada por gente que a despreza, mas odeia ainda mais Trump. Ganha-se eleições com isso, mas não se governa.

Os EUA podem descobrir da pior forma o quanto a farsa da representação democrática depende do quão convincente seja o farsante, e mais ainda do quanto o público quer acreditar no seu ator político.

Você pode dizer que Hillary como Temer tem o apoio massivo da midia, mas Temer não tem um opositor como Trump, nem sofreu ainda uma campanha tão massiva de acusações, nem mentirosas, nem verdadeiras, como sofre Hillary- e aliás ainda pode vir mais com Wikileaks até mesmo depois da eleição como aconteceu com Dilma.

Os republicanos por sua vez que já passaram atirar contra Trump abertamente, inclusive seu vice, se apressaram em tentar enquadrar o louco, para que ele não coloque em cheque o sistema eleitoral da democracia representativa americana, que é ainda mais frágil que o brasileiro para quem não sabe. Basta lembrar o episódio da Florida e como Bush Junior foi eleito.

Pode-se dizer que na batalha de godzillas os atores destruiram todos os objetos cenográficos e se não pararem depois da eleição como aconteceu no Brasil vão destruir o cenário. Hillary apesar de ter cruzado a linha, e exposto a farsa, não é uma maddog, ela é pau mandada do sistema, não faz e não vai fazer nada sem pedir a benção as oligarquias de lá. Já Trump não, ninguém sabe quando ou agora que experimento o gosto de sangue pelo poder se vai parar.

Em suma, Trump tem que perder. E isso parece um consenso mundial, até mesmo os republicanos com o agravamento da crise geopolítica e militar do oriente médio estão convencidos disto. Mas o que eles estão se esquecendo, ou pior é tarde demais para se lembrar é que essa vitória não pode ser uma qualquer, não pode ser de qualquer jeito, simplesmente não poderia em hipótese ser entrando no jogo dele. Era preciso inflingir um derrota incontestável, sem apelação que quebrasse a moral do fascismo que ele está crescendo. Uma vitória que expusesse a persona non-grata que Trump é. E não desse ainda mais força para esse egregora maldita do palhaço maligno que ele encarna e reverbera e que se espalha pelo mundo- com e sem fantasia.

Infelizmente não é o que aconteceu. E o pior de tudo, é que ainda não acabou. A sempre o risco de uma reviravolta e um Brexit no final do túnel. E pensar que os EUA tem um 2 candidato independentes um libertário e outro verde… que merda. Mas vamos pressupor aquilo que é supostamente menos pior entre o que está imposto: Hillary ganhando… repito então a pergunta: e o que que eles vão fazer para:

O quê?

Não responda, apenas imagine. E aí você vai entender como é que um cara como Trump tem tantos seguidores… e imitadores.

Image for post
Image for post

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store