Rápidas: Dos mitos e entidades metafisicas do Século XXI

Bolsa De Valores, Bancos Centrais e Internet e outras coisas onipresentes mas não nos perguntamos de onde vieram, para onde vão e principalmente: DE QUEM SÃO

Não me lembro onde mas muito tempo atrás li que as crianças vietnamitas que nasceram dependentes da “ajuda humanitária” internacional durante a Guerra do Vietnã, acreditavam que o arroz caia literalmente do céu, jogado pelos aviões da mesma nação que bombardeava outras vilas vietcongues. Não duvido da história porque já conheci muita gente que acredita piamente que o frango que compra no supermercado é uma especie de transmutação magica do seu duro trabalho em frango desencarnado em seu prato, regida pelas leis transcendentais da oferta do frango e sua busca pelo galeto.

Quem já leu meus outros textos sabe que minha critica as leis da Ciência Econômica não são maldosas eu mesmo aplico essas construtos mentais em muitas dos meus pensamentos, mas daí a crer como o pobre vietnamita que arroz cai do céu… já é demais. Mais fácil seria crer que a água não cai mais dos céus ou brota das nascentes, mas nasce do girar de uma torneira paga mediante o pagamento de uma conta.

Mas disse que seria rápido nestes artigo e serei. Não vou descorrer dando sua respostas, porque elas são até certo limite informação facilmente acessível na internet. Vou deixar as perguntas, porque basta simplesmente fazê-las, basta simplesmente questionar para quebrar essa quarta parede.

Aqui estão algumas delas?

BOLSAS DE VALORES

Quem são os donos das Bolsas de Valores? E os administradores? Elas são públicas? Quando e como ela foi criada, ou simplesmente encarnou como essas entidade metafisica do capitalismo? Como funciona essa lugar onde crises como a famosa de 1929 e outras bem mais recentes como as ativos tóxicos de 2008 tiveram literalmente lugar para se disseminar pelo mundo? Enfim que lugar é esse que entre outros corpos e corporações essa entidade transcendental: “o mercado” se manifesta?

A INTERNET

A internet não tem dono. A internet não pode ser quebrada. Esse também é outro mito do século XXI, que nada menos que uma ancora de um navio é capaz de quebrar e literalmente desconectar um continente inteiro.

Eis aqui o mapa para você não soltar a sua ancora no cabo dos outros porque sim eles são propriedade privada.

Image for post

O google por exemplo…

Aliás a conexão intercontinental submarina não são nenhuma maravilha do século XXI, nem sequer do XX.

BANCOS CENTRAIS

Image for post

No Brasil se derrubam ou mantém governos corruptos de acordo com a Economia. As pessoas ouvem os ministros da Economia, como se esperassem o pronunciamento de um Sumo-Sacerdote de uma cabala que fala sobre os mistérios de um mundo metafísico, complexo que eles em seus templos e rituais de adivinhação são os únicos a quem é dado conhecer. E quem é o sumo-sacerdote da economia na maior império do mundo? Nos EUA não é um ministro, mas o presidente do banco central deles o Federal Reserve. Esse é um assunto mais em vago, porque virou tema da campanha presidencial americana em 2012. Então aqui vai o link do livro do candidato republicano de então sobre o tema Ron Paul.

Image for post

Quem preferir uma leitura menos conservadora sobre o tema recomendo fortemente a leitura do texto abaixo. Aliás não só sobre o tema, mas sobre as diferenças e pontos de comunhão entre o libertários de esquerda e direita. Esse texto de Sheldon Richman ajuda a quebrar outra enorme salada e confusão de termos e definições que vem formando a nova mitologia, mitomanias e mitomaníacos do nosso século temperada com ideias e terminologias liberais, conservadores e libertárias completamente destituídas de fundamento e nexo. Mais um bom guia para quem o libertarismo ou libertarianismo não vire mais um mito ideológico agora do século XXI, com seu ideário apropriado e reduzido as mesma velhas práticas e demagogias hipócritas de sempre.

Segue o texto cheio de referências de quem não quer o novo militante idiota das ideias que só conhece os slogans:

Em seu clássico e arrebatador ensaio de 1965 “Esquerda e Direita: Perspectivas para Liberdade,” Rothbard identificou como “liberalismo” — o que é hoje chamado de libertarianismo — com a esquerda como “o partido da esperança, do radicalismo, da liberdade, da Revolução Industrial, do progresso, da humanidade.” A outra grande ideologia a emergir após a revolução Francesa “foi o conservadorismo, o partido da reação, o partido que desejou restaurar a hierarquia, estatismo, teocracia, servidão, e exploração de classe da Velha Ordem.” -Esquerda Libertária: Anticapitalismo de livre mercado, o ideal desconhecido

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store