Primeiro, muito obrigado por ler e acompanhar as publicações. E agora mais ainda por seu comentário. Concordo completamente com você. Diria até que não é só importante indexar a renda básica a um valor fixo, de preferencia correlacionada a uma valor correlacionado ao custo de vida que corrija as perdas monetárias, mas se possível estabelece-la como um direito inalienável de todo cidadão não apenas como o valor necessário a cobertura do custo de vida (definido democrática e diretamente pelo próprios cidadãos) mas independente disto do uso de todos os rendimento (dividendos sociais) disponíveis de propriedades públicas para cobrir essa necessidade. Considerando o sistema que é constituído de uma combinação de dividendo social púbicos e redistribuição de renda, a tendência é que a definição atinja um equilíbrio consensual entre o possível e o necessário.

Mais uma vez obrigado.

Vamos manter contato.

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.