Patriarcado: A rede de corrupção governamental dos Estados-Nações. Em foco a rede dos Ibéricos e Latinos

Uma genealogia da bandidagem e dos criminosos da humanidade

Image for post
Image for post
Image for post
Image for post
Image for post
Image for post
Image for post
Image for post
Image for post
Image for post

Corrupção e poder no Brasil: Uma história, séculos XVI a XVIII de Adriana Romeiro

Image for post
Image for post
Image for post
Image for post

E tem gente que ainda acha que tem trouxe o crime e a corrupção foram os bandidos pé de chinelo degredados de Portugal… aí, aí, depois os portugueses é que são burros. Como se a expectativa de vida dos criminosos de baixa renda, especialmente dos envolvidos com a criminalidade mais perigosa e violenta desse grandes chances de que deixar descendentes, ou uma prole com a mínima chance de escapar da mesma sina. Não duvido que sejamos herdeiros bastardos de criminosos e corruptos, mas não das galés e sim dos palácios e casas grandes.

E por aí vai… isso se explica não só pela cultura do estupro praticada pelo dominador macho sobre a mulher dominada e extermínio do macho dominado. Mas pela extinção lenta e progressiva das famílias e populações marginalizadas desprovidas das posses e poderes, ou seja dos recursos necessários para garantir a sua sobrevivência e de sua prole. Numa correlação de vulnerabilidade que se distanciam da patriarcas seja por legitimidade, gênero e primogenitura, o direito a herança dos primeiros filhos machos. Em geral as vítimas principalmente as que morrem jovens não deixam filhos, quem deixa são os que matam e estupram e continuam principalmente se continuam a fazê-lo ao longo de toda uma vida legal e impunemente.

Sim você provavelmente é descente de um bandido, mas não um degredado ou um batedor de carteiras de Lisboa, mas com muito maior probabilidade de um bandido bem mais perigoso ou poderoso, daquele que não mata um ou dois, mas quando mata, mata em massa, em guerras e genocídios e grandes pilhagens fomes. O descente bastardo de algum bastardo de um rei, um conquistador, um estadista. Talvez com tanta probabilidade quanto também descendente de alguma nativa ou escrava, um perseguido religioso novo ou imigrantes proletariado em épocas mais recentes.

Mesmos as famílias tradicionais e de sangue mais puro e nobre, que tem menos probabilidade de ter sangue de servos e escravos em sua árvore genealógica, dificilmente são completamente puras. Porque aí o que opera não é a seleção artificial, mas a natural da debilidade degeneração e infertilidade, mas com aquela beleza tão alva que só um legitimo membro de uma família real reproduzido em só gerações de relações consanguíneos são capazes de dar. Tão ao gosto dos supremacistas e eugenistas de sangue azul que se eles pudessem, nem fariam mais essa coisa nojenta chamada sexo, como essa outra coisa nojenta chamada gente, se pudessem simplesmente se clonariam, se reproduziram assexuadamente como tubarões. Artificialmente é claro porque essa é uma estratégia que a fertilidade natural da vida encontra justamente para escapar da arcabouço da morte e privações:

Mas se é para apelar para o artificial. Para que reproduzir clones? Melhor, mesmo é não envelhecer e não morrer mais. Embora isso também resulte inevitavelmente em extinção da espécie, não só pela perda da diversidade genética mas pela absoluta ausência de evolução, da adaptação que somente a mutação entre as gerações pode gerar.

Não sei quanto a você mas eu preferia ser descender de um batedor de carteiras, um escravo, um índio, um empregado, do que um racista, um estatopata, um escravagista ou estuprador ou assassino em massa real. Mas eis aí uma coisa que a gente não escolhe, como o mundo que a gente recebe nos viramos tentando tirar o que há de melhor do que nos é dado como herança natural.

Os Excluídos do Reino

Quem eram esse perigosos criminosos degredados: os cristão novos?

No Brasil, os cristãos-novos degredados representavam mais da metade de todos os réus punidos com o degredo.

Image for post
Image for post
Image for post
Image for post

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store