Será que ninguém percebeu? Será que ninguém está vendo que essa tal de era da pós-verdade é em si mais uma mentira?

O que era paranoia ontem, é a ameaça hoje, para ser a normalidade amanhã.

Leiam o que o advogado do diabo diz:

Lógico que é isso. Quem poderia aventar outra hipótese das intenções senão as mentes maldosas que tentam manchar a ilibada carreira deste profissionais da classe política. Quem imaginaria que eles seriam capazes de algo assim?

A paranoia é o nome que o cego seletivo dá aos riscos e possibilidades que ele se recusa terminantemente a considerar como hipótese até caírem na cabeça deles a posteriori como fatos, ou seja, quando já não pode mais fazer nada para evitar isso.

Para o homem que só reproduz verdades a partir do que lhe é definido, a unica verdade que existe é a pós-verdade. A verdade como imposição e impostura de autoridade e não como princípios e razão das suas próprias impressões como premissas e conclusão como raciocínio lógico.

Pós-verdade é apenas mais um novo nome, mais um eufemismo para tentar reacobertar velhos procedimentos que foram revelados para ver se reciclando por comparação com o que há de mais absurdo hoje eles prolongam a vida da velharia política ou até mesmo ressuscitam os velhos fantasmas e absurdos do passado.

Como diria o ditado dos maloqueiros: pós verdade de cu é rola. Vide Trump.

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.