O porquê de Temer não ter caido ainda. E como tirá-lo de lá. Sem violência.

BankRun: Tire seu dinheiro dos bancos e só compre e pague em Bitcoin. E isso vai funcionar?

Criptos moedas e a quebra do monopólio financeiro da economia: uma saída urgente no presente, e no futuro, inevitável.

Estamos de mãos atadas. Impotentes. Obrigados e assistindo os criminosos entocados nos palácios decidirem nosso futuro e nossas leis. O problema do Brasil já não é nem mais de depor toda uma classe política corrupta do poder, é de reintegração de posse. Não é mais uma questão de ilegitimidade, é uma questão de criminosos que literalmente estão ocupando os palácios e mais altos cargos públicos e se recusam a sair da propriedade pública que roubaram e continuam pilhando. Não é mais uma questão de acabar com a corrupção, mas acabar com todas essas quadrilhas disfarçadas de partidos políticos, seus infiltrados em todos os poderes públicos e restituir a república a quem de fato pertence, ao povo, para que ele decida direta e democraticamente não só propriamente quem vai governar daqui por diante, mas sim como.

Não basta decidir quem será os novos governantes, mas quais serão os direitos do cidadão e obrigações governamentais que não poderão em hipótese alguma deixar de serem cumpridos, e caso o sejam uma nova eleição para constituir um novo governo deve ser convocada imediatamente, sem crise, nem prorrogação de mandatos de criminosos.

Mas como fazer o que precisamos fazer, se sequer conseguimos nos livrar dos bandidos instalados no poder?

Fim do foro privilegiado. Fora Temer. Eleições diretas. Esta e outras leis que diminuam os privilégios e poderes de quem detém o poder e aumente as garantias dos direitos e liberdades do cidadão são consenso entre a absoluta maioria do povo brasileiro. Mas, como está mais do que evidente, não é o povo que detém a soberania no Brasil. A clausula pétrea da nossa constituição é nula, é balela tal e qual a lei da renda básica de cidadania. Existe para inglês ver. Porque na prática não há os dispositivos nem que obrigam o governo nem a garantir a renda básica, nem a democracia. Não existe dispositivos que obrigam nem governantes suspeitos de serem criminosos comuns a sair do poder que dirá então restituir o poder executivo e legislativo ao povo quando perderam a legitimidade e as condições de governar.

Não existe soberania do povo. Porque a soberania nacional pertence a quem compra, financia e elege e CONTINUA A SUSTENTAR esses criminosos desde que eles defendam seus interesses igualmente bandidos e cumpram com sua missão que se não é criminosa em nada mais, o é no maior crime que uma organização pode cometer contra a nação: o roubo e usurpação da sua soberania.

Não adianta ir as ruas, gritar nem quebrar nada. Porque conforme ensina a teoria das janelas quebradas eles ganham, quebrando eles ganham consertando, porque detém o monopólio de todas as trocas e transações. Eles não são ricos, eles são donos de todo o dinheiro. Mesmo o dinheiro que o mais rico dos homens possui. Porque quando ele compra ou vende qualquer coisa, o mais rico ou mais pobre, está pagando com cartão de crédito ou dinheiro está financiando os donos da produção do dinheiro. Os donos do sistema monetário e financeiro não só nacional, mas internacional. Você comprou, vendeu o que trabalhou, produziu e quem leva são eles, os atravessadores.

É um poder imenso. E por ser um poder imenso é na verdade o poder de fato que se sobrepõe sobre o poder de direito. São eles que controlam a soberania nacional e não o povo, e sem o aval deles, não entram nem saem ministros da economia nem presidentes. Do menino Levy do Bradesco, a puta velha do Citibank e Pactual, Meirelles. De Dilma a Temer, a esquerda ou direita, ninguém entra ninguém cai sem as bençãos sagradas deles. Os irmãos Friboi e empreiteiros são café pequeno perto dessa gente. E é por isso mesmo que se Temer ficar, será para manter esse crime organizado como legalizado; e se ele cair será para colocar alguém que cumpra essa missão que ele não foi capaz de levar a cabo até o final , sem ser pego em flagrante. Exatamente como Dilma. Não é a toa que o nome da aristocracia brasileira Jobim tem sido tão ventilado.

O ponto é que se eles estão ganhando, Temer pode virar um Maduro ou até mesmo um Stalin, Hitler ou Al Capone, dane-se; pode mandar matar, traficar ou construir campos de concentração, enquanto ele não estiver pondo em risco os negócios e dando lucro fica.

São eles que são grandes demais para quebrar, não os Estados, Nações ou a economia globalizada do mundo inteiro. O centro nervoso deste sistema é o sistema monetário. E essa é a grande luta por liberdade do Brasil e do mundo:

Em caráter emergencial não nos sobra muitas alternativas:

. Ou podemos esperar que um milagre ilumine a cabeça deles, o que não vai acontecer porque estamos nas mãos de capetas e não de deus.

. Ou rezamos para um meteoro cair em Brasília. Tem gente que até sonha com “intervenção” armada militar ou “revolucionária”. Garanto: Melhor um meteoro, tiraria menos vidas inocentes com sua passagem.

. Ou então quem não é chegado em violência passa a aceitar pagamentos e fazer pagamentos e o que é mais importante fazer poupança em Bitcoin. Nem é propriamente um BankRun, mas um pouco que cada um tire sem lhe causar prejuízo na somatória causa um belo rombo na pilhagem dos comparsas dessa fraude governo-mercado.

Não, não tenho corretora. E nem é preciso de uma para comprar essa moeda. Na verdade o Bitcoin nem é a cripto moeda ideal, já ha outras e outras melhores virão, (ver o trabalho de Fabiana Cecin), mas a mais amplamente difundida e a que tem dado maiores retornos, as pessoas. De modo que ninguém precisa perder dinheiro para fazer esse boicote, que não é nem desobediência civil, porque é perfeitamente legal.

É evidente que você não conseguirá comprar nem pagar tudo o que quer ou precisa com essa moeda. Nem precisa ser um radical de colocar todos ovos numa só cesta. Mas só o fato de tirar uma parte do seu patrimônio desse deus ex-machina que governa seu governo. Isso já é um bom começo.

Agora a pergunta: eu acredito mesmo que outras pessoas vão fazer o mesmo?

Na pior das hipóteses tudo fica na mesma. É só uma gota d´água perdida nesse lamaçal do Brasil, mas você pode conseguir tirar uns trocos com um bom investimento não sustenta ladrão nem no governo, nem no mercado.

Quero dizer por enquanto…

Na verdade essa é apenas uma das possíveis soluções. Qualquer proposta capaz de reduzir os ganhos (financeiros e políticos) que eles efetuam usando nosso capital sem perdas para a própria economia é válida.

Mas sei lá, vai que esperar pelo próximo salvador da pátria. Seja melhor. Cada um com seu credo. Mas se não sobrar nenhuma alternativa vou de meteoro. Sei que torcer por isso é a coisa tem menos chance de acontecer do que bankrun… mas até reza brava é melhor do que só literalmente pagar em para ver sem fazer nada. Lembrando que “fazer nada” é 3 em vias registrado em cartório.

Tá pensando que é fácil.

No Brasil até revolução é burocracia. E não acontece sem passar pelo gerente e pelos bancos… nem que seja por cima.

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.