O “Fim da Historia”, e o começo de uma nova era. Mas qual?

Das estagnações que matam e dividem os ciclos. E das re-evoluções que re-nascem os tempos

Image for post
Image for post

“Agora, não há mais nada novo para ser descoberto pela Física. Tudo o que nos resta são medições cada vez mais precisas.”

O século XX viria a ser marcado já nas primeiras décadas por duas das teorias mais revolucionárias não só da Ciência, mas do conhecimento humano: A Teoria da Relatividade de Einstein e uma série de trabalhos de diferentes físicos ( Heisenberg, Planck, Broglie, Bohr, Schrödinger, Born, Neumann, Dirac, Pauli, o próprio Einstein e tantos outros), cujo conjunto ficaria conhecido como Mecânica Quântica. Descobertas com implicações monumentais sobre o estudo da Cosmologia e das partículas elementares do Universo. Mas não só sobre elas, mas ainda em curso sobre o senso comum da origem destino e essência de todas as coisas, não apenas materiais, mas imateriais, tais como o tempo, espaço, o invisível, o imprevisível e até mesmo o (até então) impossível e as forças elementares que afetam ou até mesmo constituem. E tais avanços não mudaram apenas o modo de ver ou pensar ou mundo, mas consequentemente a forma e as cosias que fabricamos para o bem ou para o mal. Da bomba atômica ao computador, nada disso existiria sem essas teorias que dividiram a história da ciência.

Image for post
Image for post
Image for post
Image for post

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store