NEWS: “Trump exige que atores de ‘Hamilton’ se desculpem com vice por ‘assédio’”

Nossa será que eles mandaram “prender ele pela buceta”?

Ou se você ler o post até fim, (ou só saltar para o final):

O que disse o ator:

“Nós, senhor, somos a América diversa, que está alarmada e ansiosa que sua nova administração não proteja nosso planeta, nossos filhos, nossos pais, ou não nos defenda ou mantenha nossos direitos inalienáveis”, disse Dixon, que na peça interpreta Aaron Burr, o terceiro vice-presidente americano. “Nós realmente esperamos que este espetáculo tenha inspirado o senhor a manter nossos valores americanos e a trabalhar em nome de todos nós. Todos nós”

E o que disse seu futuro ministro da Justiça:

Deixa eu ver se entendi. São os atores tem que pedir desculpas, e ele não ele e seus acólitos?

Essa é evidentemente uma pergunta retórica. Mesmo que ele e seus pedissem perdão por tudo o que tem feito não só de ofensa, mas de ameaça, de que isso adiantaria?

O piloto que controla um avião e ameaça jogá-lo no chão, ou jogar esse ou aquele passageiro pela janela, pode pedir quantas desculpas que quiser, e você pode perdoá-lo se quiser, mas claro só depois que ele sair do comando do avião!!!

Não. Ninguém deve ser obrigado a pedir desculpas, nem muito menos perdão pelo diz, nem muito menos o que é por pior que seja. Para o bem de todos ninguém deve ser coagido a esconder o que realmente é. Ele seus seguidores a KKK os neonazis, devem continuar com o pleno direito de ser expressar tudo o que são desde que suas ameaças continuem vazias. O que é por definição significa entre muita outras coisas: não deter o poder da agressão armada legalizada!!!

A um comandante não adiantam pedir desculpas nem conceder perdão. De Comandantes que falham com honestidade demanda-se e se espera a renuncia; dos perigosos e desonestos não se espera nada se impõe: a demissão.

Nada que um presidente eleito ou em exercício diz é só ofensa ou brincadeira. Pela própria natureza do seu cargo, tudo o que ele já diz constitui inerentemente promessa e ameaça pelo simples poder que ele detêm. Quem ofende é quem não tem poder e força para fazer de sua ofensa promessa. Quem detém o poder não ofende, ameaça; e se não for detido cumpre, pelo simples fato que pode. Pois o poder não se refreia sozinho ele precisa ser refreado e isso até os autoritários sabem desde Montesquieu.

A um presidente portanto não cabe desculpas cabe renuncia ou impedimento pelas ameaças que faz. Impedimento pela falta de decoro. Esse “decoro” que não é uma regra de etiqueta,bons modos ou moralidade, é um principio de paz. Especialmente quando há cidadãos que acreditam que a proibição de perseguir pessoas de outras raças, povos e religiões é uma violação da sua liberdade fundamental conquistada (mais ou menos assim) por seus ancestrais.

O Estado-Nação funciona como uma arma apontada para a cabeça das pessoas. E isso não é um juízo de valor. É uma tradução literal do seu funcionamento que assumidamente se baseia na dissuasão da violência pela ameaça de retaliação violenta. Uma coisa é um louco gritando, outra é um louco armado gritando, outra ainda é um bando de loucos armados gritando, mas não há coisa pior que esse bando no poder de um Estado que por definição faz dos seus gritos decretos e da desobediência e resistência civil um crime contra essa nova ordem e suas autoridades.

http://www.nbcnews.com/news/us-news/memorial-beastie-boys-star-adam-yauch-defaced-pro-trump-swastikas-n686216

Não vou portanto nem me dar ao trabalho de expor todas as bobagens e ofensas que ele e seus futuros secretários proferiram e que constituem verdadeira ameaça e promessa de atentado contra as instituições americanas mais perigosa que a de qualquer líder terrorista ou jihadista.

Vou me concentrar no que já passou da ameaça e começa a se tornar um projeto aberto e descarado de agressão e violação de direitos fundamentais:

Ok. Eu mesmo denuncio que os EUA e todas as democracias liberais não são nenhuma democracia perfeita, são um estado hipocrisia e dissimulado. Mas uma coisa é denunciar e acabar com sua hipocrisia e dissimulação, assumindo seus erros para parar de cometer seus crimes e violações contra a humanidade e aprimorar a proteção e defesa desses direitos fundamentais. Outra completamente contraposta é denunciar e acabar com essa hipocrisia e dissimulação para fazer a apologia e legalizar esses crimes e violações contra direitos humanos e intimidar perseguir quem os defende!!!

Talvez você diga que não houve intimidação. Quem é que se importa, de se colocar contra o presidente dos EUA? Estamos no século XXI e não há problema de você se indispor contra poderosos, denunciá-los ou enfrentá-los.

Tem gente que acha que Trump não tem noção nenhuma do cargo que ocupa e sua responsabilidade. Muito pelo contrário ele tem muita noção, só que uma noção completamente diferente que de poder não é uma responsabilidade, poder é um privilégio de quem merecê, e um prazer. Ele está perfeitamente preparado para exercer o cargo que vai ocupar, só que nos seus termos. Ele está perfeitamente preparado para ser o autocrata racista e xenófobo que ele já é. Quem não está preparado, e mostra que não está, é o mundo para reagir e resistir contra a ascensão desses projetos de poder de extrema-direita e suas personas.

]de direitos humanos são crimes, mesmo para Estados e chefes de Estado armados e poderosos para serem levados a julgamento… por enquanto. Aliás, mesmo não sobretudo por chefes de Estado, porque quanto maior o poder, maior o crime!!!

Trump e seus acessores seguidores já disseram quem são, o que pretendem fazer e continuam mandando todos os sinais disto, com todas as letras, nomeações e atos. Quem no futuro poderá dizer que sabia o que estava acontecendo?

Os teóricos conspiracionistas da velha esquerda, dizem que a Lava-Jato, foi criada pelos americanos para derrubar os governos e tomar nosso petróleo. OS EUA tem um histórico de intervenções que explica tamanha paranoia. Mas vivemos outros tempos, O capital não precisasse derrubar governos vendido de esquerda ou direita da America Latina para ter colocar ditadores traficantes de trabalho escravo e riquezas naturais que comem na suas mãos nas alcovas enquanto fazem suas bravatas nacionalistas em público. Não é mais preciso derrubar nem impor nada. Hoje tem que se venda e que siga de graça, tantos nos países periféricos quanto nos centrais. Tem quem faça seu serviço sujo, sem precisarem sequer pedirem, como Trump, que não segue nenhuma outra cabeça senão a sua. Mas de quem são as vozes e pensamentos que ecoam na mente desse “louco”? A que interesses ela serve? UUUUU, acredite se quiser…

Não, não é nenhum programa de lavagem cerebral da CIA. O nome disso chama-se cultura. E é a razão pela qual as pessoas acham o máximo da seriedade pendurar um pedaço de pano amarrado no pescoço, desde que ele seja caro, tenha marca e claro pareça com uma gravata.

Esse é o segredo da dominação cultural, você não precisa mandar, nem mesmo mandar nos comandantes eles de uma forma ou de outra, sempre fazem o que interessa, porque todas as alternativas, mesmo as piores e mais desumanas estão dentro do arcabouço desses preconceitos. Problema algum ser facista ou neonazi, mas imagine que se Trump aparece de tanguinha feito um índio. Ai sim, ele seria um maluco perigoso, ou como disse o futuro procurador-geral americano quando pediu desculpas por ter dado ok para KKK:

É por isso que até a loucura é tendenciosa e delimitada pela ditadura da realidade. É por isso que não aparecem malucos distribuindo renda básica nem para mil gatos pingados, mas sempre há malucos dispostos a deportar e perseguir milhões e loucos dispostos a segui-los até o inferno por isso. É por isso que sempre há pessoas querendo testar a razoabilidade e exequibilidade e até mesmo a legalidade dos programas de renda básica universal independentes, mas ninguém que exija a mesma prudência ou se oponha com a mesma veemência contra as loucuras fascistoides.

É por isso que nossas sociedades tendem abraçar as piores loucuras, as distopias, enquanto renega as melhores loucuras até as ultimas consequências as melhores, ou seja decair em distopias. Nossa cultura de poder e violência está sempre pronta a receber e se submeter a mais poder, violência e desigualdade, mas nunca mais paz, liberdade e igualdade. Não sem revolução. Só haverá progresso sem revoluções quando o status quo não for o autoritário e sim o libertário. Mas isso é uma outra história.

Estou fugindo da questão. Vamos voltar, para finalizar esta. Vamos dizer então que eles estão certos, quero dizer, vamos dizer que a Lava-Jato Brasileira seja mesmo uma conspiração norte-americana. Então meu amigos do norte está na hora de iniciar outra “conspiração”, uma inconfidência destas. Esta na hora de inventar uma Lava-Jato Americana. porque bons motivos não faltam e duvido que crimes também não. Ou alguém acredita que se eles investigarem a fundo também não vão achar o que procura?

Quem procura acha basta procurar no lugar certo:

Aliás melhor fazê-lo antes que ele o faça:

PS: Quanto a Lava-Jato não sei se ela é ou não made USA, mas que não vai ter o mesmo apoio a partir de Janeiro não vai, principalmente se continuar investigando quem deve.

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.