Mais uma tragédia Latino Americana anunciada: A maldição do ouro negro? Não, o ouro branco, o Boliviano

E mais uma bricolagem iliterária. Ou como mover as máquinas estato-privadas da fase “centopéias humanas” até as quimeras metahumanas

Parte I DR. JEKYLL

O ECSTASY DO OURO

É o capital. Lítio: Do ouro negro ao petróleo branco

Quem vai governar o mundo?

Da crise na Venezuela à “Renda Básica” na Itália (Parte I) Ou, É o capital. Lítio: Do ouro negro ao petróleo branco 2 (Dois anos depois…)

Se você acha que lobo comendo a vovozinha não é uma forma lúdico-metafórica para não fazer de criancinhas adultos infantilizados para que não sentem até depois de adulto em colo de nazi achando que é do papai (e noel), mas sim conto de terror politicamente incorreto, então nem leia o que escrevo a seguir, porque minha intenção não é ofender nem chocar ninguém.

Quem quer levar bala? E quem tem bala na agulha?

Parte II MR. HYDE

Sabe o que é pior do que uma pessoa com a cabeça enfiada no próprio rabo?

NÃO ADIANTA FAZER NECROPSIA. NEM MAQUIAR MORTO.

Análise que é em si uma piada pronta: diagnóstico pós-morte: o morto morreu de morte morrida. Pois não diga? Jura? isso é óbvio, depois que o parasita matou o doente só médico (progressista ou conservador tanto faz desde que tenha sido catequizado na base) é capaz de dizer que o doente matou o parasita e não o oposto.

Parte III CURA (PRÉ)VISÃO E TRATAMENTO DA PROFILAXIA

chove lá fora

Ir para as frentes de paz e ação social, e não se calar jamais, não deixar de dar as mãos para todos antes, para não ter que gritar e lutar contra os monstros nas trincheiras depois especialmente nos horas, lugares e pessoas que mais precisam da coragem dos voluntários da paz, durante ou depois da guerra, mas sempre antes… antes para que não haja lugar, tempo nem gente vulnerável aos predadores de gentes. Nós mesmos e nossa insolidariedade que em sua forma mais monstruosa é positivamente estato-pática e eugenistiscamente genocida: holocausto.

Porque se eles passaram então ciao.

Resistência italiana

Cavando tesouros em tumbas sem nome, num cemitério, correndo feito desvairado, sem saber que não tem sequer bala na arma, e tudo isso para terminar morrendo aos poucos sufocado numa forca enquanto se equilibra numa cruz sem poder pegar o ouro na sua cara enquanto implora pelo seu blondie salvá-lo, fora todos os outros detalhes… 1968, Leoni esse sim era profético, até porque esse faroeste em sua quintaessência mudou pouco. Eis aí um exemplo de quando a metáfora da arte é mais precisa tanto em sua leitura histórica do passado quanto da (pré)visão do futuro. em relação a não-ficção pós-facto produzida com os rastros ainda recentes, que embora mais fáceis de serem rastreados, ao contrário do que muita gente defende, visa justamente encobri-los ou não com suas ideologias.

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store