JP Morgan: esse aí é Friboi… há séculos

CEO da JPMorgan diz que Bitcoin é fraude e o preço cai. Adivinha o que ele fez? Acertou, comprou a fraude, comprou bitcoins. Movimentação sobre investigação

Se você acha Banco “coisa de bandido”, é porque não conhece a história do JP MORGAN e dos barões ladrões. Faz os nossos bancos e banqueiros parecerem filantropos. Até porque o Brasil que mal se industrializou, também não conhece nem jamais conheceu a poder do capitalismo financieiro no que ele tem de bom, e principalmente no que ele tem de ruim. Os primórdios do capitalismo financeiro, o capitalismo selvagem, não são muito diferente em desumanidade das fabricas do inicio da revolução, onde crianças eram mantidas em condições de “trabalho” que hoje levam patrões a cadeia (ou deveria segundo a lei) por escravidão.

Mas não vou falar de passado, no fina sobre os bancos e fábricas dos primórdios do capitalistas, há farto material sério na internet para quem quiser entender como não foram só os fazendeiros escravagistas que construíram seu capital do roubo e morte do alheio. Vou falar de presente. Para que todos possam entender que os tempo passam, eles se disfarçam, mas como os governantes não mudam, e não mudam devidamente em simbiose um com o outro para parasitar o hospedeiro: a sociedade.

Image for post
Image for post
Image for post
Image for post
“Se você é estúpido o suficiente”, continue comprando Bitcoins, dispara CEO do JPMorgan

“Moeda obrigatória não governamental”, sim isso mesmo, agora é o cidadão e a sociedade que tem o monopólio da força para impor obrigatoriamente as coisas, e não os governos a impor obrigações inclusive como subsídios as corporações comparsas.

Mas não vou nem entrar na incoerência e falsidade ideológica do argumento dele (e do outro) elemento... É bom saber o quanto honesta é a crítica das moedas digitais advinda de uma boca de um JPMorgan:

Image for post
Image for post
Não faça o que eu faço: JPMorgan “compra” bitcoins após seu CEO chamar moeda de fraude

O Bitcoin pode não usar ou ser uma fraude… já o JPMorgan esse sim pode confiar é Friboi.

Presidente da JP Morgan cometeu abuso e manipulação de mercado ao chamar Bitcoin de “fraude”

O presidente-executivo do JP Morgan, Jamie Dimon, pode estar com alguns problemas com as autoridades financeiras suecas por abuso de mercado quando ele chamou a Bitcoin de uma “fraude” na semana passada.

Recentemente, o executivo-chefe da JP Morgan Chase, Jamie Dimon, conseguiu que a comunidade de criptomoedas se acalmasse quando ele chamou a bitcoin de “fraude”. Além disso, depois que as declarações de Dimon e os mercados de bitcoin caíram, a JP Morgan Securities Ltd. comprou vários ativos baseados em bitcoin — notas negociadas para seus clientes. Agora, de acordo com relatórios, um provedor de liquidez algorítmica sediada em Londres chamou, a Blockswater diz que Dimon violou certos estatutos dos artigos do Regulamento de Abuso de Mercado (MAR) da União Européia. — Presidente da JP Morgan cometeu abuso e manipulação de mercado ao chamar Bitcoin de “fraude”

Considerando que muita gente mede os outros conforme as suas medidas, na cabeça de Wesley Batista dele- de banqueiros e/ou donos de abatedouros de gado, ele pode até estar sendo sincero- dentro do seu sistema de medidas e valores ele pode ter visto a coisa toda como ele aborda tudo: uma fraude. E pensou. Quem eles pensam que são? como eles ousam fazer uma fraude sem me chamar? E no meu território! No meu negócio!

Mas não é só isso não. A notícia é antiga. A repercussão é que recente. Tem sangue que na água porque tubarões estão se comendo para ver quem é que vai dominar o mercado digital.

Alguns dos maiores bancos do mundo estão juntos num projeto para implementar o uso de uma nova moeda digital. A ideia é que ela seja capaz de liquidar transações financeiras entre instituições por meio do blockchain, tecnologia base do bitcoin.

O Banco Barclays, Credit Suisse, CIBC (Canadian Imperial Bank of Commerce), HSBC, MUFG (Mitsubishi UFJ Financial Group) e State Street se uniram para trabalhar na chamada “moeda única de liquidação”, criada pelo Union Bank of Switzerland (UBS) para tornar os mercados financeiros mais eficientes. — Os grandes bancos do mundo querem criar uma moeda digital

Ué? Esqueceram do JP que maldade? Não se faz isso entre famiglias… Sonny.

Dubbed Enterprise Ethereum, o projeto inclui as principais instituições financeiras, gigantes da tecnologia e empresas de recursos naturais. De acordo com fontes, as empresas participantes incluem JP Morgan, CME Group, BNY Mellon, Banco Santander, Microsoft, Red Hat, Cisco, Wipro e British Petroleum, entre outros.

As startups blockchain, BlockApps, Brainbot Technologies, ConsenSys, Nuco e Tendermint — bem como a Ethereum Foundation, sem fins lucrativos que supervisiona a sua criação de código — também estão envolvidos neste novo projeto.

Muitas das empresas listadas acima já trabalharam com ethereum, como o JPMorgan e Micrsoft, que desenvolveu vários projetos baseados no Blockchain Ethereum. Nomeadamente, a Enterprise Ethereum parece incluir as partes interessadas existentes em casos anteriores, como no consórcio da R3 Blockchain.- JP Morgan e Santander Anunciam Criar nova Corporação Baseada no Blockchain do Ethereum

Sim. É isso. Mesmo o crítico feroz das moedas digitais, obviamente está desenvolvendo a sua só com Corporations de reputação acima de qualquer suspeita com a dele.

Uma coisa é certa, poucas declarações são mais confiáveis do que as de banqueiros, talvez só a de políticos: pegue o que eles dizem e inverta e você saberá o que eles fizeram, estão fazendo ou vão fazer.

Os US$ 2 bilhões de prejuízo do JP Morgan têm força para afetar os mercados também nos próximos dias. É a opinião de Pedro Silveira, economista-chefe da TOV Corretora. Ele comenta que o banco norte-americano pode chegar a perdas de até US$ 8 bilhões para conseguir sair da situação em que se colocou ao aumentar sua exposição nos ativos que estão provocando a perda dos US$ 2 bilhões. “Analistas estrangeiros calculam que a perda será de mais US$ 1 bilhão, pelo menos, se o JP conseguir sair facilmente desta situação,” diz.

As apostas mal-calculadas em derivativos foram o estopim da crise imobiliária de 2008, cujos reflexos ainda abalam a economia mundial. “Ao anunciar essa perda, o JP Morgan nos avisa que as autoridades estão ignorando os enormes riscos oferecidos pelos grandes bancos globais, mesmo após enormes crises que custaram vários trilhões de dólares aos contribuintes”, diz relatório da TOV.- J.P. Morgan perde US$ 2 bilhões em operações com derivativos

Você não esqueceu, quem pagou e ainda está pagando a conta esqueceu?

O Departamento norte-americano de Justiça (DoJ) alcançou um acordo amigável de US$ 13 bilhões com o JPMorgan Chase para pôr fim a ações contra o banco pelos casos de derivativos de empréstimos hipotecários de alto risco (subprime). (…)

Os empréstimos “subprime”, concedidos a pessoas sem capacidade de pagamento no longo prazo, são a origem da crise financeira que culminou em 2008 com a quebra do banco Lehman Brothers e que fez os mercados financeiros e de crédito desabarem no mundo. Os Estados Unidos entraram em recessão e milhões de norte-americanos perderam suas casas durante a crise.

JPMorgan Chase, o maior banco norte-americano em volume de ativos, assim como suas filiais compradas em 2008, Bear Stearns e Washington Mutual, foram acusadas de ter vendido derivativos de créditos hipotecários de risco a investidores e organismos públicos como Fannie e Freddie, sem revelar o alto nível de risco desses produtos. JPMorgan faz acordo de US$13 bilhões por fim de ações de subprime

E o motherfucker ainda tem a cara-de-pau de falar em bolhas. Fraude, falta de lastro, e que o único valor da é quanto o idiota pagará por aquilo. Falou o estelionatário legalizado que teve seus crimes anistiado pelo governo norte-americanos seus prejuizos cobertos não só pelo contribuinte americano, mas pela economia de todos os países afetados por seu golpe subsidado pelo Estado. Porque será que é por isso que ele não gosta de moedas e “ativos” que não tenham o carimbo do Estado? Isso é que é criminoso esperto só comente seus crimes devidamente amparado pela lei e autoridade do poder central. É assim que se constrói impérios grandes demais para falir.

Mas e o Bitcoin é ou não é uma bolha. Se não é, agora que eles entraram no jogo será muito em breve. Quando? Quando grandes quantidades de moedas digitais estiverem nas mãos dessa gente, quando as outras moedas não-governamentais forem proibidas, e somente somente esses corporações tiverem liberadas para programar, intermediar e corretar e controlar o mercado das moedas digitais, quando eles conseguirem crimilizar todas as outros ativos e mercados, e os ativos e mercados deles vierem carimbo de aprovação dos governos, dois fenômenos vão acontecer. Primeiro, as pessoas comuns que criaram esse novo mercado vão ser tiradas fora desses ganhos extraordinários, (especulativos ou não) que ele produz. Serão expropriadas em favor do monopólio dessas corporações amigas e protegidas do Estado. Esse é a primeira fase de ganhos por exclusão para a acumulação exclusiva dos capitais. Quando essa primeira fase de ganhos se esgota, pelo esgotamento dos recursos ou possibilidades. Entra a segunda a chamada bolha, onde esses ativos e capitais que viraram lixo, são postos a venda como se fossem ouro para o populacho. Depois o que se segue, você sabe: é a quebra, onde quem paga a conta não é estelionatário mas vítima que além de perder os seus bens, é forçada a pagar com impostos e trabalho não só os prejuízos do roubo, mas a manutenção dos lucros. Ou seja: quando rico começar a oferecer capitais, a preço acessivel a pobres é batata: não é ouro é lixo, é a ração do Doria, o mercado vai quebrar. Porque três coisas que gruda e deforma e que essa gente não se desfaz nem que o mundo acabe: poder dinheiro e máscaras. Não porque não querem, mas já porque não podem: simplesmente porque já não existe absolutamente nada além de vazio sem elas.

Eu não sei como se chama esse do mercado de investimentos para prever bolhas, mas eu a chamo de Lei Kennedy, em “homenagem” de quem a vi enunciar primeiro. Kennedy o pai do clã dos Kennedys que não pertencia dentro do clube das oligarquias norte-americanas. (irlandeses). E que saíram da vida pública como saem quase todos os penetras impertinentes nos Estados Unidos: na bala. Fez fortuna ao prever as movimentações dos barões ladrões na bolsa de valores que viria a quebrar e resumiu tudo no que é o próprio enunciado dessa lei do capitalismo financista:

quando até engraxates falam da bolsa de valores é hora de sair dela.

Lucrou junto com quem também sabia que a crise de 29 ia estourar, mas por outra razão porque criaram essa bolha:

Roosevelt criou ainda, em 1933, a Securities and Exchange Commission, aprovada no ano seguinte pelo Congresso, que tinha, e ainda tem, a função básica de observar o cumprimento das novas regras no mercado financeiro. O primeiro dirigente da nova entidade foi Joseph Kennedy, pai do presidente John F. Kennedy. A Comissão indiciaria mais de 300 pessoas numa tentativa de limpar Wall Street, apesar do próprio órgão reconhecer que era quase impossível realizar uma investigação punitiva. A única grande figura a ir para trás das grades foi o próprio Richard Whitney, condenado por desfalque. O homem, que liderou o mercado durante sua maior crise, passou três anos e quatro meses na penitenciária de “Sing-Sing”, localizada a 30 milhas ao norte de New York, antes de ser libertado.- Outubro de 1929

A história não repete uma segunda vez com farsa, ele se reitera continuamente como a narrativa da mesma grande fraude. Da qual a história não deixa de tomar sua parte.

E se você acha que eu estou defendo as moedas digitais ou o bitcoin porque tenho ou porque o ReCitivas aceita doações com ela. Não recebemos um 0,0001 centavos de doação de Bitcoin desde que começamos a trabalhar com ela. E sim, apesar de conhecer e escrever sobre moedas digitais desde 2008, fui burro ao invés de investir nesse mercado, “usei” o pouco dinheiro que tinha para manter a renda básica em Quatinga Velho. Aliás eu não, minha esposa, porque eu como legitimo proletariado de merda que sou não tenho capital nenhum. Tenho meu trabalho que sempre fiz questão de dar de graça para quem precisava e eu queira. Não vou mentir também já vendi meu trabalho como todo mundo, mas sou um privilegiado embora não tenha onde cair morto vivo e trabalho porque tem gente que quer eu continue vivendo e trabalhando com o que eu faço, não porque tenha qualquer obrigação de me pagar nada. Mas porque essa é a sua vontade assim como é a minha servir sem ser obrigado. O oposto do mundo que JPMorgan tem e quer continuar tendo como seu jogo de monopólio.

Sei que isso faz de mim por definição um pedinte, mas antes ser um potencial mendigo do que um ladrão, ou seu lacaio especialmente de luxo.

A proposito, uma curiosidade, você sabe quem inventou o jogo monopolio, não esse, o outro? É outra história que ensina muito como funciona esse jogo o deles, jogado com dinheiro carimbado por governos e fabricado com sangue e suor humanos.

Bom divertimento.

Então fica a advertência: não aos mercados de moedas digitais ou financeiro, mas ao mundo, esses bancos são como tropas militares, nunca se movimentam de graça, em todos os sentidos da palavra. Quando eles se movem agressivamente é sinal de fumaça, é sinal de quem mais fogo. A crise de 2008 não acabou. Muito pelo contrário. Pode esperar mais lenha. E não é de graça. Agradeça a eles: os barões ladrões.

Image for post
Image for post

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store