Image for post
Image for post

Impitimam. E se o governo resolver resistir a qualquer custo? Parte 2

Quem é mais o esperto: o idiota que manda ou os tão espertos que obedecem?

Quem é o mais tolo, o que banca o idiota e continua no poder, ou quem se acha sempre mais culto e esperto que todo mundo e vai pagar mais impostos e obedecer?

Será que estamos mesmo fazendo as perguntas corretas? Será que eles sabem mesmo o que estão fazendo, ou pelo menos o que está acontecendo? Será que no mínimo eles estão levando todo esse processo com a seriedade que merece? Será que ficar se perguntando se a Dilma deve sair ou ficar é ainda a pergunta? Será a base jurídica nesta altura dos fatos a única ou o mais relevante dos fatores? Será que passou pela cabeça de alguém que eles não dão a mínima para o que vai ser ou não do Brasil e tudo que eles podem ainda estar querendo é o sempre quiseram, só ficar? Será que ninguém aventou a possibilidade que após o impeachment eles podem simplesmente continuar não querendo sair? Alguém se deu conta que nem quem quer ficar nem quem quer entrar a qualquer custo, se importa com o tempo o prejuízo para o Brasil porque não são eles que vão pagar? É só impressão minha ou tem mais gente achando que um lado tem um gente capaz deixar o brasil implodir só para não cair, e o outro gente disposta a explodir o pais só para tomá-lo?

Talvez você diga que não é nada disso. É tudo muito simples. Impeachment decretado, ela cumprir a determinação do congresso senão deverá ser removida a força? Será que alguém está realizando o que seria este “à força”? Será que alguém realizou quem vai ter que entrar em cena para cumprir esta determinação? Como disse o mantra do Brasil nos últimos anos, é “imagina isto não vai acontecer”. “Isso não é possível”. Parece que todo mundo esqueceu que desenvolvimentistas são especialistas em milagres não apenas econômicos, mas políticos. E se eles usarem a sua capacitação para fazer o impossível acontecer… de novo?

Veja se há lições a serem tirada disto tudo elas são:

· Não é porque não pode que não vai ser.

· O improvável mesmo que praticamente impossível não pode ser desconsiderado, especialmente em mudanças de paradigma que continua ser renegada.

· Não importa o quão ruim ou estúpida seja uma decisão, na politica por poder tudo se justifica. E isso não é Maquiavel é João Santana mesmo. Vale-tudo.

Veja que no atual nível de desinteligência e desentendimento nacional, pouco importa os aspectos jurídicos. Vale desde desqualificar a probidade de um Hélio Bicudo até tratar para teses paraguaias[i] mesmo. Esqueça sua opinião, suas ideologias, não estou falando se é um impedimento perfeitamente legitimo ou golpe. Quem garante que a presidenta não irá alegar injustamente ou não um golpe paraguaio e irá contra uma determinação constitucional?

Com a deposição justa ou injusta de governantes não se brinca. Tiranos ou não, não se fica forçando a saída, ainda por cima com balões de ensaio. Não estou acusando nem um lado, nem o outro de serem golpistas, nem advogando que não sejam. Se fosse para dar minha opinião diria que todos os lados são golpistas e que pior eles são muito mais do que dois. Mas não o alerta não é contra este ou aquele golpistas, mas a todos os golpistas de todos os lados para que reavaliarem os riscos e consequências dos seus respectivos projetos de poder.

Veja, quem leu o que escrevi antes sabe que não estou fazendo media com o governo. Acredito que o governo esteja tanto na politica quanto na economia colhendo o que plantou, mas a questão é que pouco importa o que eu penso, simplesmente não é razoável nem prudente as escolhas que estão se impondo a alguém não apenas democraticamente eleito, mas que ainda detém todas as prerrogativas legais e institucionais do cargo.

Esqueçam os erros. Todos erram. O problema sintomático é como os governistas encarnados na pessoa da presidente tem lidado com seus erros. Virou até mesmo lugar comum acusar a Dilma e o Mercadante de serem completos idiotas. Então o que somos nós? Povo corneado? Oposicionistas retardados? Quem é esta oposição que não conseguiu derrubá-los? Quem é estas bases ignoradas? Quem é esta elite que está governando mais explicitamente que nunca? Não sei, não estou vendo a nossa gigantesca inteligência perante a deles? Que importa se você não comprou a reeleição, não sabia ou sempre se opôs a ao atual governo ou as oligarquias, no final das contas o resultado é o mesmo: eles ditam os capangas obedecem e todo mundo se cala. E você?

Chamar a Dilma de estúpida é discurso fácil, mas talvez mais uma vez uma grande burrice. Presumir falta de inteligência ao mesmo tempo que se supõe boas intenções para com o Brasil é dar um salvo conduto a incompetência. Pare um instante, Faça uma autocritica. Presumir estupidez e somar a pressuposição de intenções é a mesma coisa que bancar o estúpido por presunção. É correr o risco de ser feito de tolo tanto por se por idiotas. E os tolos pagam caro com mais tributos seus erros. É preciso no mínimo ser coerente com seus próprios pressupostos: se as intenções dos governistas são mesmo de se manter a qualquer custo no poder, e também não duvido disto, então quem está sendo feito de idiota somos nós, porque se eles (e ela) não se importam com princípios nem consequências dos seus atos, enquanto eles conseguirem manter a qualquer custo (nosso não deles) o poder pelo poder sua estratégia estará sendo bem sucedida- e quem está sendo comido mais uma vez é ó coveiro.

Porém se você realmente prestou atenção não só na parte que lhe interessava, entendeu que pressupor intenções não é apenas um erro de julgamento, é um erro estratégico. Porque embora não se possa pressupor as boas nem as más intenções de ninguém[ii], sabemos a pressão que ela está passando, e quem diz que sabe do que uma pessoa é capaz ou não quando acuada mente. Embora muita gente goste de controlar as outras pessoas impondo escolhas necessárias quanto menos saídas mais o imprevisível pode ser a reação. E esse é o maior risco: Ninguém sabe o que se passa na cabeça da presidente, ninguém sabe o que ela vai pode ou é capaz de fazer, ninguém sabe nada, por que cada vez se sabe menos; talvez nem ela saiba mais o que ela vai fazer, e aí? Se a coisa toda estourar que importa se ela é idiota, louca, maquiavélica, ou se é todo mundo que se acha esperto que estava pagando de novo pagado de besta? Espero sinceramente que os adversários do governo não compartilhem do mesmo mal da presidenta e vejam só aquilo que querem ver. Quanto a nós da sociedade civil (especialmente a que se considera organizada) deixo a pergunta: não estamos confiando demais no “espírito republicano e democrático” de gente que compartilha nada senão o mesmo desprezo por tudo e todos fora o poder?

[i] O Paraguai deveria protestar.

[ii] Embora de possa ter sempre uma boa ideia baseada no histórico.

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store