Grande argumento Fabi. E uma brilhante ideia.

A um bom tempo atrás no ReCivitas trabalhamos com uma ideia menor mas parecida que teve que ser descartada por empecilhos legais, (lei-se o maldito monopólio burocrático estatal) que sufoca tudo e não faz nada. No Brasil, o Estado tem o monopólio sobre os “jogos de azar”, e fora o Silvio Santos que consegui fazer da sua TV um cassino com seu famoso “carne do Báu”, não conheço outra iniciativa que não passe de rifas. Detalhe ele só conseguiu, isso porque o carne do bau era na verdade um titulo de capitalização fornecido por seu banco o Panamericano. Aquele mesmo que cuja massa falida foi absorvido pelo banco do Brasil e depois comprada pelo BTG Pactual do Andre Esteves, que junto com o Marcelinho Odebrecht eram os meninos de ouro do Brasil antes de serem presos. Esteves o banqueiro não ficou tanto tempo.

Mas você tem razão. Com as possibilidades abertas pela informatização e descentralização dos sistemas monetários. Acho extremamente viável sair dessa marco legal escravagista de merda com propostas como a sua.

A titulo de curiosidade publiquei para você o projeto que nunca sai do papel. Acho que você vai gostar da lógica por trás dele, senão vale a graça:

A ideia era essa mesmo, com 5 por cento da receita financiar os custos dos projetos de renda básica. Não foi.

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store