EUA: A guerra civil racial está explodindo e como guerra contra a própria humanidade

A tragédia racial infelizmente continua sendo anunciada. Mas as consequências já não são mais as mesmas. E agora?

Não quero tirar a enfase do problema racial do supremacismo, nem minimizar as mortes nem dos negros por não serem autoridades, nem dos policiais por sê-las. Pelo contrário estou apenas dizendo que essa desigualdade de direitos e autoridades fundamentais se expandiu para um problema humanitário global:

Grosseiramente, de uma lado temos os “homens brancos” e suas máquinas de matar cada vez mais autônomos inclusive para se livrar daqueles que não servem ou não funcionam mais direito - nem para matar nem para morrer por elas.

Perante o ápice desses homem-máquina, seus aparelhos estatais e robôs encontraremos nosso destino: seja finalmente como iguais, todos, como humanos, irmanados pela mesma sina. Seja desumanizados e neste sentido de qualquer forma extintos como a forma de vida que somos por nossas próprias monstruosidades.

Image for post

Os últimos eventos ocorridos em Dallas são o resultado de uma cadeias de atos inconsequentes e omissos. Ataques policiais contra negros vinham sendo filmados e divulgados. Manifestações já haviam explodido. E no entanto a Justiça America decidiu fazer o quê? Proteger o racismo do seu estado policial. Mesmo que ele tivesse ficado por demais exposto e está exposição já tivesse levado até levado a manifestações e revoltas gigantescas. Manifestações que foram ignoradas nos tribunais que decidiram sustentar a impunidade para o crime fardado. quando tudo o que essa população espera no fundo era apenas um sinal que essa violência e injustiça teria um fim.

https://noticias.terra.com.br/mundo/estados-unidos/nova-york-enfrenta-mais-protestos-por-impunidade-a-policial,d1620f1bab71a410VgnCLD200000b2bf46d0RCRD.html

As pessoas não querem revoltas, nem revoluções, as pessoas em geral querem apenas seguir suas vidas em paz. E engolem as vezes muito mais do que a dignidade para isso. É preciso não apenas muita insegurança quanto a violência para provocar o que estamos vendo no mundo, é preciso uma ações e omissão governamentais que sejam verdadeiras promessas de violação contra a sociedade, para levar os tecidos sociais ao ponto de ruptura que estamos presenciando e vivenciando.

O Panoptico quebrou.

E aqueles que tudo veem não só não se aperceberam disto, como não estão vendo que estão sendo vistos. os vigilantes estão literalmente sendo vigiados.

Eles perderam o controle da informação, Mas estupidamente decidiram não só continuar matando em frente as câmeras como seus chefes, os acobertando nos tribunais. O sistema não está mais funcionando, e se não for mudado, para voltar a funcionar com a mesma violência de antes linhas terão que ser cruzadas. E é o que já aconteceu. Linhas que não deveriam ser cruzadas foram. E dos dois lados.

E isto poderia ter sido evitado. E não só lá. mas aqui também. se os privilégios de violência autoritários dos agentes não só policiais mas autoridades em geral forem cortados em favor dos direitos humanos e não por obvio da expansão de mais prerrogativas e desigualdade de poderes e vigilância de mais autoridades. Ou seja pelo principio oposto: o da redução prerrogativas, e aumento da igualdade de garantia de direitos e portanto forças entre o cidadão e repressão governamental.

E em alguns casos essas violações e prerrogativas são tão estupidas e absurdas e prejudicais e arriscadas até mesmo as próprias autoridades que somente a imbecilidade da doença do desejo de poder e preconceito podem explicar a continuidade de comportamentos tão violentos e autodestrutivos:

Não que eu ache o método acima a solução, mas há tantas coisas de tamanho bom senso que é impossível pensar o quão omissas ou premeditas são as mortes tanto dos bandidos quanto dos policiais cuja vida (ou gene) não vale nada aqueles que cagam as regras que os matam.

Notem portanto que não estou defendendo o atirador nem recriminando que se detenha com a força proporcional e necessária quem está tirando vidas, nem muito menos dizendo que uma mera alteração de abordagem ou a´te mesmo de punibilidade policial poderia resolver esse problema. Estou dizendo que é essa violência não só poderia ser evitada, como deveria, porque está sendo alimentada sobretudo pela falta de igualdade de direitos fundamentais. Minha sugestão é outra e passa pelo empoderamento das pessoas comuns e democratização dos poderes. Passa pela igualdade de poderes e garantia inalienáveis de direitos humanos e civis.

Racistas, malucos atirando, e gente alimentando e tentando lucrar politica e economicamente com tudo isso nunca vão acabar, mas a desigualdade de poderes e liberdades fundamentais garantidas que permitem a consumação desses crimes, isso não só pode como deve.

A violência contra os negros nos EUA infelizmente não é novidade. É um fator determinante instaurado e tão somente remediado e acobertado há séculos. Este sim bem mais recente, é o fenômeno boom dos videos amplamente gravados e divulgados na internet.

Mas repito, isso é mais do que consequência de séculos de estado policial racista ou do surgimento da internet capaz de denunciar esses crimes. O que estamos vendo é justamente o resultado de uma desgraça anunciada e portanto evitável. Veja: Se o modus operandi das policias do mundo não forem mudados eles terão que vender os revoltados com eles como inimigos do estado, terroristas que merecem ser mortos sem julgamento.

Logo para manter essa estado de impunidade dos seus agentes que beira a imputabilidade será preciso cometer cada vez mais crimes dentro do território cada vez mais parecidos com os que eles comentem fora. O problema é que matar ou violar direitos humanos de outros povos dá para vender como guerra as drogas, guerra ao terror. Porém que propaganda de guerra eles inventarão para sua classe média gigante para convencê-la a comprar o ataque a outras raças mesmo que de outras classes sociais, sem nem sequer remover primeiro sua cidadania nacional — como queiram os franceses?

Quando Malcolm X disse sobre o assassinato de Kennedy que eram as galinhas voltando para o galinheiro foi quase crucificado… por dizer uma parte da uma verdade bem maior, mas a parte que o americano médio não consegue encarar no espelho.

Se o governo dos EUA não entender que precisa se adaptar; e o cidadão médio norte americano que não há como uma sociedade que sustente nem fora quanto mais dentro do seu território baseada na ultraviolência e predação infelizmente veremos muito mais gente perdendo a vida sem nem saber porque. Simplesmente gente.

Eles confundiram superpotências com superpoderes. E enquanto olhavam para dentro do abismo esqueceram que o abismo olhou para dentro deles. Potencia é capacidade de realizar. Poder é desigualdade por privação de potenciais. Poder não se constrói potencializando todos as capacidades, isso chama-se liberdade, poder se constrói destruindo potencial de uns em favor do outros. Ou seja furando os olhos dos outros.

Não adianta ter um ou mil olhos, ser onipotente ou onipresente, em terra de cego que tem um olho é rei, não pela sua visão, mas porque é cegando os outros que se faz reinos. Logo o inverso é verdadeiro, basta que um único olho, uma porta da percepção aberta, para que a sociedade desperte.

Nunca os Estados tiveram tamanha capacidade para vigiar e atacar. Mas também nunca as sociedades tiveram tanto conhecimento e recursos para se levantar. Porém adianta pedir para que não seja com violência. Mas não sonhe, os violentos e violadores, não se sensibilizam nem mudam. Cabem as pessoas de paz renegarem isso sem medo e com toda sua voz. Seja no ativismo seja no estadismo.

Não estou pedindo para as pessoas serem santas, nem amarem ou perdoarem o próximo, na verdade não estou pedindo nem sequer para que deixem de ser racistas supremacistas ou que odeiem seus opressores. Tudo o que peço é que não sejamos mais tão estúpidos para presos a preconceitos e credos e doutrinas não nos adaptarmos a uma nova necessidade, a um novo mundo. Porque o que para de evoluir simplesmente morre diante de um novo tempo. E isso também vale como nunca também para o Brasil:

Segue a integra do documento:

E um link para baixar outro, sobre a nova fase de automatização industrial dos “robocops” assassinos e desumanização das forças de defesa:

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store