Eleições Gerais e a (re)pactuação de Fausto 1

Promessas Vazias? Ou um passo a Democracia Direta?

Image for post
Image for post
Eleições gerais made by PT: um pacto com Mefistófeles com cara de especial improvisado do Chapolin

PARTE 1

http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,promessas-vazias,10000057939

Promessas vazias? Talvez seja até uma armadilha. Mas se eles (ou vocês) pensam que conseguiram continuar com seu esquemas com mais farsas, vocês estão lokis, destrutivamente ensandecidos. Não sei se um golpe nas nestas diretas já seriam a gota d´água, particularmente não creio. Mas ninguém sabe qual é o ponto de ruptura do tecido social, é apenas é visível que ele está para romper. E se eles acreditam mesmo que é possível sustentar-se no poder ad eternum tentando reduzir a massa de manobra um sociedade rompida rompida, eles não só não entendem nada do que é o pacto social que falam, eles perderam completamente o senso comum.

Com mais golpes e estelionatos, com mais esperanças reduzidas a mentiras deles só vão fazer aumentar ainda o ódio e a frustração popular até produzir uma revolta popular cuja reação não só não poderá ser controlada, mas será completamente desproporcional e irá derrubar o sistema mais rápido até mesmo do que os ratos conseguem fugir de dentro dele.

Mas isso não é bom? Não.

Revolução não é a destruição, mas a constituição do novo, ou mais precisamente a nova constituição. E a menos que haja uma força violenta reprimindo essa vontade popular soberana, toda força é absolutamente não apenas desnecessária ou contraprodutiva, mas apenas provocação e desculpa para a reação e o conflito. E dos conflitos violentos não importa quem vença se se a situação ou a oposição quem fica no poder é sempre o mesmo sistema, o da farsa e violência.

Só psicóticos disfarçados de revolucionários (ou lobista da industria armamentista) pregam a ideia que só é possível resolver conflitos a força, ou construir o novo sob as cinzas do velho. Qualquer reação desproporcional que essa a falta de juízo da classes dominantes pode desencadear pode ser boa para os próprios bandidos loucos para ver o circo pegar fogo e fugir, para quem no final do conflito espera que prevaleça qualquer força autoritária ou reacionária de esquerda ou direta. É do interesses de belicistas e monopolizadores da violência, não de sociedades pessoas e movimentos de paz.

E não pensem que eles são tão idiotas quanto parecem para não percebem isso. Eles podem não entender nada de sociedade civil, associativismo rede ou movimentos sociais independentes, mas eles homens de estado, e só precisam do instinto, para saber plantar e colher terror e desesperança. Semear a discórdia para colher cordeiros que implorem pela intervenção das gangues de lobos, está é a profissão deles.

Então eu diria que por trás de Promessas vazias há muito mais do que mentiras ou só o descaso com a população. Mas nós (e nem eles) podem esquecer de uma coisa. Pouco importa que eles já tenham roubado e se enrolado nesta bandeira. Pouco que já estejam até negociar o preço do resgate desta causa-refém com os outros bandidos da sua classe. Há duas coisas que são fundamentais nessa chantagem:

Vossas excelências,

Não vou dizer que nós sobrevivemos a 500 anos sem verdadeira democracia cidadania ou liberdade. Porque não nasci há 500 anos atrás. Mas mesmo assim para mim mais alguns anos não sem cidadania plena, não vai me leva a morte nem a extinção. O fato de não me acomodar com a a liberdade precária ou a sua expropriação não significa que eu não saiba viver com a sua falta e repressão. E vocês, conseguem viver só com isso?Quanto tempo vocês e suas organizações aguentam sem privilégios, subvenções, esquemas estatais?

Ou melhor quantos tempo vocês ainda tem de sobrevida política? Quanto meses tem antes de ir para cadeia se não derrubarem a Lava-Jato? Quanto tempo vocês tem antes seus partidos e organizações levaram para minguar e se extinguir pela falta de recursos ilícitos se vocês não vencerem essa a guerra institucional contra o poder judiciário?

Não tenho duvidas o povo precisamos de eleições gerais, de verdade, mas quem precisa e precisa desesperadamente de mais farsa, mais um golpe, de mais uma eleição protelada e falsificada são vocês.

Quem precisa da bandeia das eleições gerais são vocês para sobreviver. As diretas já não precisam de vocês para acontecer. Muito pelo contrário. Longe das suas negociatas conchavos e intrigas mas ela cresce organicamente. E sabe o que é lindo? Quanto mais vocês intrigam e conchavam mais vocês despertar o clamar popular urgente por aquilo que as novas eleições são escada, mas não o céu. Quanto mais vocês fazem das suas, mais são quem são, só cresce essa sensação essa certeza da qual as diretas já são o grito tanto da necessidade urgente quanto da ideal: Fora Todos, democracia direta já.

Quando no final de 2008 radicalizamos nossos processos autogestionários construindo um projeto-piloto de Renda Básica no qual o poder de decisão sobre questões fundamentais até então completamente restritas ao plano técnico para a assembleia democrática da comunidade. Não sabiamos que seriamos tão bem sucedidos. Nem que graças a isso poderíamos defender com tanta concvição a transposição da democracia direta do plano microgestionário para o plano macropolítico. Como fazemos desde 2011.

Seja em 2008, seja 2011 falar em democracia direta seja nos planos micro ou macro da governança parecia uma utopia ainda maior que a renda básica, hoje ambas não só estão finalmente deixando de ser tabu nos países desenvolvidos, como estão ficando mais do que evidente que é em países em desenvolvimento como o Brasil que precisamos ainda mais e urgentemente delas. E nisto temos que reconhecer que a incompetência e corrupção e demagogia dos nossos representantes políticos ajudaram bastante.

Logo, sabendo:

Primeiro que se eles tomarem de vez e fraudarem as diretas já como fizeram com todos seus programas e causas sociais, eles podem até provocar revoltas e até a contra-reação autoritária capaz de frear todos os processos em andamento inclusive os judiciais.

Segundo, que se a Lava-Jato não for parada (nem continuar sendo freada com tem sido), ninguém vai precisar renunciar nem vai voltar. Eles vão continuar caindo inclusive os capos. E senão com a grande parte deles fora ou na cadeia mesmo inclusive um pelo naco da “banda pobre” desse congresso, a correlação de forças da proposta muda.

Me resta portanto apenas fazer duas perguntas retóricas.

Uma aos sociedade e ativistas independentes:

Considerando portanto que a que a diretas já e verdadeira democracia por definição e princípio e até mesmo por prudência não depende nem pode depender deles, mas pelo contrário da saída deles: Depende Do Fora todos eles. Me pergunto porque quem não tem o rabo-preso haveria de ceder as chantagens deles ou comprar mais esse golpe de estelionatários?

E outra aos políticos que apresentaram essa proposta:

Sabendo que eles seus “colegas” envolvidos até o pescoço não podem voltar ou sequer escapar sem se contrabandear nesta causa. E supondo que vocês que ainda não estão denunciados não o serão porque não estão envolvidos, pergunto: que razão haveria vocês de ter para ceder a essa chantagem de quem mesmo perigando ir pro cadeia por coisas desse tipo, mal tem coragem ou a dignidade de sequer assinar o que fala?

Porque a questão que me interessa e não é retórica. É porque uma infelizmente de uma parte razoável da população honesta, tem mais medo de se governar do que ser governado por bandidos?

Essa questão cultural é no fundo a maior senão hoje a única coisa que separa a nação brasileira do início da nossa emancipação.

E em busca dela vou para a segunda parte desse escrito:

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store