E a Lava-Jato como fica? Ou já era?

Enquanto não se descobre e sabe-se lá como se dará a investigação das causas da queda do avião, ou se dará em alguma coisa. A pergunta que precisa ser respondida com urgência urgentíssima: E as delações dos dito-cujos com foro privilegiado vão agora parar na mão de quem afinal?

Hipotese 1: Temer tem agora 30 dias para nomear um ministro que vai ainda por cima ser sabatinado pelo Senado de Renan que pode empurrar a escolha do individuo por quase um ano. Falando assim até parece que o maior problema é o tempo que a Lava-Jato vai ficar parada. Sem meias palavras, o problema é que se os caras que estão para ser delatados no executivo e legislativo (vejam só que oportuno) vão escolhem quem será o juiz que irá cuidar do seu caso no STF, que gracinha. Ou seja É finito. A Lava-Jato já era caiu na mão da cosa nostra.

Hipotese 2: A Presidente do Supremo considerando a excepcionalidade gravidade e urgência da Lava-Jata, ou seja, a merda que pode dar no pais um golpe destes, escolhe imediatamente novo relator que seria sorteado ou entre todos os ministros, ou conforme segundo sugestão do Ministro Marco Aurélio Mello (aquele mesmo que é primo do Collor) entre os integrantes da “Segunda Turma”… E quem são os integrantes da Segunda Turma? São eles: Gilmar Mendes, Celso de Mello, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli. Melhor colocar 3 balas no tambor de um revolver e atirar contra a nossa cabeça. As chances dessa outra roleta-russa são melhores para o Brasil que essa.

E Hipotese 3: Os ministros podem até mesmo refazer o regimento interno para tentar buscar outras soluções que não corram o risco da relatória cair na mão de algum ministros que a população tem tanta fé quanto a alegação prévia de que a queda deste avião foi só mais um trágico acidente.

Em outras palavras: A Lava-Jato está nas mãos do mesmo STF que em nome da estabilidade institucional baixou a cabeça para um Calheiros, e que hoje descobriu qual é o tipo de sorte e estabilidade que se colhe quando se lida com essa gente. Dá mais azar que passar cruzar com gato preto. Resta saber se aprenderam a lição e se vão ter coragem e força para fazê-la o que é preciso ser feito: colocar o processo na mão de um juiz sem rabo preso; homologar essas benditas delações e bater 3 vezes na madeiras só para não ver se “não dá zebra”... de novo.

Quanto essa última hipótese sinceramente não sei… mas acho que não vai rolar. Pelo jeito eles já vão ganharam, no mínimo, tempo. E perder tempo ou mais precisamente dar tempo para o azar num país como Brasil é praticamente a mesma coisa que entregar o jogo. Logo, se a Lava-Jato não tiver mais nenhuma reação imediata guardada como elemento surpresa, podemos dizer com tranquilidade que muito breve em última linha de resistência que restará entre essa classe politica criminosa e nossos direitos fundamentais será só a do própria povo. Sei que que pode parecer o fim do mundo para muito gente. Mas também pode vir a significar justamente o contrário. Talvez esse seja o evento que tanto precisávamos para acordar, o momento que marcará a virada que o pais tanto precisava para finalmente sair dessa eterna infância de contos da carochinha e salvadores da pátria. Não sei se agora estou querendo ser otimista demais, mas quem sabe esse eventos não sirvam para nos fazer levantar e nos livrar de vez dessas assombrações políticas que atormentar nosso pais.

De qualquer forma essa ainda é a possibilidade que dentre todas mesmo errando é a que eu prefiro confiar…

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store