Doria e a ração humana para pobres… e quem se importa? Papo fora. Quem é que liga para a carestia e sofrimento alheio?

A batalhas do moralismo burguês: fascistas de direita versus hipócritas de esquerda

Um amigo perguntou porque eu não falei nada da história do Doria e sua ração humana. Se eu não tinha visto nada. Disse para ele que não tinha nada a dizer que já não tivesse dito. Exceto uma coisa, e por isso a digo agora: hoje as pessoas estão indignadas que fascista sem face e caráter do Dória está distribuindo lixo em forma de ração para quem tem fome. Mas amanhã quando o fascista cair, eu pergunto: quem é que vai se perguntar o que estas pessoas estão comendo? Quem é que vai se importar se elas vão catar lixo para comer, ou morrer de fome? Quem vai mover um dedo, ou colocar a mão no bolso para que ele tenha o que comer ou não tenha que comer lixo?

Eu tenho da burguesia de direita que quer lucrar e se projetar dando lixo para gente pobre comer. E tanto nojo quanto da burguesia de esquerda que só se lembra, que pobre não come quando a maldita igreja e os fascistas resolvem se apropriar do que para ela só o gado… dela.

Afinal a pergunta é quem vai se lembrar de olhar para eles quando a guerrinha populista por poder deles acabar? Lixo e desprezo ou só papo e muita hipocrisia? No final das contas, a pergunta permanece? quem se importa? Quem se o suficiente com que o outro come ou não come para enfiar a mão no bolso ou doar mais do restos, ou gastar mais do que pena ou saliva com os outros? Claro que estas pessoas existem. Meu trabalho depende da solidariedade delas. Mas por isso mesmo posso dizer com todo o conhecimento de causa: das que cruzei nesse mundo, inclusive as que denunciam aos brados o fascistas e a vergonha da carestia, conto nos dedos, as que colocam a mão no bolso, ou usam um dia de domingo para acabar com a de pelo menos única pessoa. E menos ainda a que não se calam não só frente as ameaças, mas em troca de um cargo, ou um punhado de moedas.

Então sim eu vi, o que o Doria fez. Só não vi o que eu posso ou tenha mais a dizer ou fazer nada que já não tenha dito e que possa acrescentar qualquer coisa sobre isso. Enfim vi o que ele fez. Só continua a não ver ninguém disposto a acabar de fato com a miséria com esse canalha se alimenta. Talvez deva procurar melhor. Embora ano farão 10 anos a buscar no Brasil e nos 4 cantos do mundo.

Quando essa batalha simbólica dos moralistas da burguesia fascistoide de direita contra a burguesia hipócrita de esquerda acabar. Eles vão voltar para o seus condomínios, ou talvez se aliar pragmaticamente por alguma causa democrática e republicana em torno de algum regime de “coalizão”. E o pobre, o pobre entre os pobres, o que passa fome, o carente, o 1 entre 7 pessoas do mundo vai estar exatamente lá, onde sempre esteve, em lugar nenhum das sua planilhas ou projetos sociais, vai estar lá nos seus discursos e preces e protestos não só invisível mas de preferencia bem longe dos seus olhos e conversas, para não estragar o jantar.

Lixo ou renda básica? Desde que eu receba e outro pague: renda básica. Do contrário que se foda deixa o Doria; e taca ração! E quem não quiser que morra, ou largue a mão de ser vagabundo e vá catar lixo. Tá querendo o quê? viver as minhas custas? O zé povinho é uma desgraça, tudo folgado… você dá um pouco de liberdade, e o empregado já acha que é da família, que é da casa. Por isso que não é ração nem renda básica tem que ser bolsa-família, tem é para manter essa gente no lugar delas e na rédea curta. E por favor vá pedir dinheiro para outra pessoa bem rica, o Doria, o Diniz, são eles que tem grana para pagar, não eu, que absurdo? Agora dá licença que eu estou ocupado e não possa perder mais tempo. Sempre o mesmo papo, vamos trocar de assunto: você assistiu o filme do jovem Marx? Não então assiste porque é simplesmente in-cri-vel, meu bem.

Image for post
Image for post
Que absurdo? Desde quando já se viu as pessoas terem que comer lixo… Ou em outras palavras passar fome, e viver no lixo, sem problemas, institucionalizar isso aí já não. É muita desumanidade, ofende demais a sensível sensibilidade humana dos que sofrem com a carestia. Bonito isso, onde eu assino o manifesto?

Em tempo para não ser injusto com o filme, nem com o jovem Marx embora a praia dele não seja a minha, é bom. Vale a pena assistir o filme. Eis um link para assisti-lo:

Vai saber. Quem alguém não se empolga e começa ver. Ou quem sabe até se levanta e para de só ficar assistindo e comentando…

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store