Diretas Já? Só por um milagre. Agora é Recall via Justiça mesmo.

Diretas Já… não dá mais tempo. Agora a solução é mandato de injunção no STF por uma lei de Recall político que permite o povo convocar plebiscitos e depor o governo. Seja lá qual for ele.

“O congresso receberá uma ordem judicial para legislar sobre o tema. A qual é obvio que os meliantes não irão cumprir. Porém. Espera-se que assim que o fizerem, a Justiça [STF] enfim cumpra seu dever, e retire esses posseiros de lá. E aí se convoque enfim as benditas eleições gerais.”

Image for post
Image for post

Vamos dizer que um milagre aconteça e o destino resolva fazer o que não fizemos até o final do ano. Vamos supor que Temer renuncie, morra, seja abduzido, o congresso e alvorada implodam ou uma revolução popular estoure no Brasil. Vamos supor que por qualquer uma dessas razões a presidência e o congresso fiquem vagos e a Justiça resolva convocar eleições diretas e gerais para presidência e o congresso. Se isso acontecer a justiça só terá então que se preocupar em impedir que os bandidos indiciados se candidatem e concorram. Ótimo, não? Só tem um problema. É bem provável que nada disso ocorra. E considerando isto já é hora de fazermos outra pergunta: E aí o que vamos fazer?

Pegar em armas e derrubar esse governo bandido?

Calma. Ainda não chegamos a tanto. Ainda. Tudo vai depender (e aí vem a partir triste e perigosa) do STF.

Sem o milagre da queda de Temer neste ano enfrentaremos 2 cenários adversos em 2017:

1. Temer fica e logo ele terá conseguido junto com Renan firmar a republica mafiosa de uma por todas. e teremos uma ditadura de criminosos no poder.

2. Ele cai com a Lava-Jato. Porém se não for preso junto chutando baixo 2/3 do Congresso quem irá eleger o próximo presidente, é o próprio sindicato dos ladrões e de novo é a ditadura dos criminosos se firma agora via eleição indireta.

MANDADO DE INJUNÇÃO POR RECALL DOS MANDATOS POLÍTICOS

Basicamente precisamos entrar com um mandado de injunção no STF exigindo que se legisle sobre o RECALL politico. Supondo que o STF não vai arrear as calças pros jagunços. O congresso receberá uma ordem judicial para legislar sobre o tema. A qual é obvio que os meliantes não irão cumprir. Porém. Espera-se que assim que o fizerem, a justiça enfim cumpra seu dever, e retire esses posseiros de lá. E aí se convoque enfim as benditas eleições gerais.

Os recém eleitos então terão sobre eles o mesmo mandato judicial a cumprir. Supondo que esses o farão. A população enfim terá o instrumento constitucional não só para substituir esse ou aquele governo, mas qualquer um. Ou mais precisamente, de convocar o plebiscito que coloque a sua legitimidade a prova. Porque uma coisa é ter mandato legitimo para ser impopular. Outra é levar sua impopular a ilegitimidade pelo desrespeito a soberania nacional que é pertence a ninguém mais senão ao povo.

IMPOPULARES??? Como assim impopulares? Estamos falando medidas inconstitucionais, ilegitimas e que no mínimo devem ser anuladas se é que o Estado não deverá ressarcir aqueles que por ventura forem prejudicados por tais medidas medidas criminosas tomadas por representantes públicos que serão ou pelo menos deveriam ser presos!!! Essas medidas como muitas outras leis promulgadas durante esses período, devem ser anuladas e colocadas sob investigação para descobrir para quais interesses foram legisladas. E mesmo que por ventura não sejam encontrados vínculos criminoso, devem ser de qualquer forma nulificadas ou revogadas por serem inconstitucionais e pior: terem sido promulgadas em evidente período de exceção do estado democrático de direito. Algumas delas constituindo inclusive esse estado de exceção.

De fato estamos em outra era. É impossível tomar esse tipo de decisão de reforma institucional se forma autoritária, sem nenhum tipo de consulta a população e não ter revolta. E esperar que acredite-se que há ainda uma república democrática e não uma ditadura no país em questão. Felizmente as plutocracias começaram a perceber que seus capitães do mato não estão dando um golpe apenas contra o povo, mas também contra eles. Os mafiosos não querem sair do poder, nem os donos dos chefes mandando!!!

Dizem que é preciso entregar os anéis para não perder os dedos. Nunca tal máxima foi tão verdadeira. Porque se anéis dos donos do Brasil são seu poder politico, eles vão ter que entregá-los ao povo, porque quem quer e vai arrancar seu dedos não é o povo, mas os próprios anéis para não sair dos dedos nunca mais. Isso não é uma revolta popular. Isso é uma revolta política! É a revolta dos anéis! É um golpe da classe política não só contra o povo, mas até mesmo contra o plutocracia. Espere e verão. Quando ela tentar descartá-los após aprovar suas reformas escravagistas se eles vão deixar ser descartados assim tão fácil….

Agora se você acredita que ainda no pouco tempo que ainda resta para se livrar deles, segue abaixo as propostas de Março e Abril desse ano para Diretas Já. Porque uma coisa é verdade: o que valia e era necessário ter sido feito no começo do ano, agora no final não é imprescindível e urgente, era literalmente essencial para ontem:

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store