Concordo. “Taxar as máquinas” é uma farsa.

Não sei se o mercado financeiro que conhecemos hoje, mas certamente onde ou melhor com quem o capital estiver detido. No caso os donos não só das máquinas, mas você tem razão, de toda essa engenharia financeira automatizada que elas (e eles) fazem parte. Embora particularmente tenha sérias ressalvas contra sistemas tributários que não sejam estabelecidos como justiça equitativa necessariamente por democracia forte, direta e popular. Sem isso invariavelmente elas acabam constituindo uma transferência reversa de renda dos mais marginais e marginalizados para os que estão mais próximo aos centros do poder de fato- poder tanto de deter o capital quando de estabelecer os critérios da redistribuição dos seus lucros e dividendos.

Quando os tributos incidem nos meios de produção/automação e não sobre a sua propriedade isso encarece a produção dos produtos ou serviços sejam eles privados ou sociais. Mais tal encarecimento pode ser (e é) determinante para aqueles que possuam menos capital não consigam acompanhar a automação. Os custos embutidos no processo de produção podem impedir a empresa ou pessoa a adquirir a tal máquina que eventualmente a libertaria do trabalho ou permitiria que seu negocio não falisse. Colocando ele merce novamente como dependente daqueles que detém a posse das maquinas e de todo o capital subsidiado por essa engenharia tributaria que favorece sua concentração de poder e money. -Tributos automação e rendas básicas

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store