Com certeza, Fabiana, sua crítica, é certeira. “Ter” é uma escolha de palavras pobre para o que eu quero expressar… não dá a ideia de rede com responsabilidades sociais voluntárias entre si e para com o meio ambiente como plataforma existencial. O território que meramente ocupamos não pode ser reduzido a uma propriedade no sentido exclusivista da palavra. Mas acredito ser importante manter a ideia de propriedade, porque a identificação e participação daquilo que é “nosso” é fundamental para a constituição tanto da ideia de comunhão como de identidade particular.

Assim, mesmo minha ideia de território não sendo propriamente um lugar fechado enquanto fronteira geopolítica; e a de Estado sendo mais um Anti-Estado, decidi deixar explicita essa necessidade e material de controle de meios vitais e ambientais pela população em absoluta igualdade de direitos, mas em exclusão, note bem em exclusão a todas as pessoas que não aceitam viver em paz insistindo em violar liberdade e impor seus valores contra a livre vontade alheia. E esse sistema de defesa contra a monopolização e violência enquanto mesmo que organizado em rede, enquanto disposto sobre a terra é e precisa ser um estado. Um espaço regido por um determinado contrato social no caso de contraviolência: igualdade de poder; liberdade fundamentais de associação e subsistência garantidas.

Não sei se neste texto, fui capaz de expressar essa ideia porque ela está em desenvolvimento. Mas o fato é que não acredito que a mera extinção dos estados seja capaz de promover a paz entre os povos e sociedades. Em certo sentido considero os argumentos da critica Robert Nozick em Anarquia, Estado e Utopia acerca do libertarismo clássico como valida, mas ao invés de tender ao minarquismo, passei a defender a panarquismo, um federalismo de sociedades de paz, onde a necessidade de seguridade e defesa mutua contra os monopolistas sobretudo os que se arrogam a legitimidade do uso (exclusivo) da violência precisam e sempre precisaram ser detidos.

Mas acho esta explicação insuficiente. Estou escrevendo e pretendo publicar em breve um novo artigo. E também vou abrir artigos antigos do meus outros livros, infelizmente ainda apenas em português. Mas ainda não desiste de traduzir ao menos este texto.

Obrigado.

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store