Catalunha: Começou a violência e adivinha contra quem?

Mas como disse Rajoy para Puigdemont; o carrasco para a vítima; o Estado para o Povo; o imperador ao insurgente; e o violentador para o violentado “foram vocês que me obrigam a fazer isso”. Ou como nos termos do estuprador sobre a vítima “foi ela que pediu por isso”. É óbvio que a culpa é portanto da Catalunha: “Se não estivesse ido a rua mas ficado em casa, quieta e obediente, se não se comportasse dessa forma libertina, se não tivesse traído o governo Espanhol, ninguém jamais precisaria ensinar essa lição a ela.”

Do pátrio-poder ninguém se separa, a não ser morta. Porque isso é uma ofensa e crime de sedição. traição e ofensa a honra se pune com os armas, prisões e se preciso for mortes.

Só conhecemos a natureza das pessoas e estados em duas situações quando elas passam por privações ou são contrariadas. Onde tudo corre sem crise exatamente como elas querem até o mais perigoso e autoritário dos homens ou Estados parece a mais tolerante e pacífico dos seres. Não é que o mal de repente aparece do nada, é que nas horas derradeiras os homens, seus cultos culturas mostram a verdadeira face, dos ritos e costumes e tradições. Aquelas que formam seus atos e caráter e não perfumam e enfeitam suas vestes, títulos e discursos.

Não há ilusões basta alguém clamar pacificamente por liberdade para imediatamente alguém se levantar com todo a violência para defender o seu poder. Ainda que ele não seja a cabeça mas apenas as patas do corpo monstro totalitário, porque a inconsciência coletiva a egregora é uma só. E não tolera divergentes, nem sabe lidar com diferenças senão atacando os diferentes e dissidentes. Heil, o uno. Heil, o poder total, heil, os todo poderosos. Porque deles é os reinos do céu e da terra porque assim está escrito.

É só o começo. Os fundamentalistas, conservadores, reacionários, autoritários, estão fora do armário, e a legalidade está supra-oficialmente do seu lado, porque afinal de contas, fora a fardas é de fato exatamente o mesmo. E não é só na Espanha, mas não mesmo.

Image for post
Image for post

Ps: É claro que foram os próprios catalão que jogaram a bomba para se vitimizar. O artigo 155, vai destituir o governo na Catalunha distribuindo beijos abraços e flores, para quem sentar nas escadarias. Como no referendo. O resto é obviamente fakenews. Montagem. Nunca houve sequer fascismo na Espanha ou massacre na Catalunha antes da Segunda-Guerra. Isso é invenção de esquerdista. O reino da Espanha é uma monarquia hippie. E o general Franco era na verdade stalinista, não sabia, olha lá ele como o marxista-leninista do Hitler!

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store