Carta Aberta aos Políticos e Intelectuais Desonestos

DO MANIFESTO PELA DEMOCRACIA DIRETA

Image for post
Image for post

‘Eis os mais novos defensores da Democracia Direta… os Governistas(?)!!!

Deixe-os montar nas costas dos seus ideais e sabe o que você e ele serão? Cavalos de Troia desses Tranca-ruas.

Antes de mais nada uma pequena nota: este texto não é uma critica aos artigos que são meramente ilustrativos do movimento que eles são só a boca e não as cabeças.

http://www.brasil247.com/pt/colunistas/marcelozero/222088/A-democracia-vencer%C3%A1.htm

Pela minha Sagrada Liberdade! Os velhos salvadores da pátria nem foram enterrados ainda e eles já tramam, que os ratos pulam do navio quando ele afunda todo mundo sabe, mas que eles tentam se infiltrar nos outros barcos tão rápido assim eu não sabia.

Bastou seus ídolos de barro se quebrarem que (de não mais que repente!) a fina flor da intelectualidade desonesta e servil da esquerda autoritária se lembra que existe uma coisa chamada Democracia Direta. Quão oportuno!

Aliás se lembra não. Como todo autoritário, fingem que ela só começou a existir, quando eles (que se julgam anjos injustamente expulsos do paraíso) juram que acabaram de descobri-la! Já entram no futuro do mesmo forma que destruam o passado e o presente, se apropriando, pervertendo e tentando desconstruir as livres e espontâneas iniciativas anteriores e verdadeiras. Eles não mudam. Nem eles e nem suas estratégias.

Governo morrendo; PMDB traíra jogando a pá de cal, exército dizendo em suas esperanças de conchavos; Exercito dizendo que não sai da caserna nem em favor de golpe, nem de autogolpe; E eis que surge subitamente entre a esquerda ex-governistas como se fosse uma nova invenção jamais pensada e nunca antes comentada, que eles nunca ouviram falar: a democracia direta!

Eu apoio essa iniciativa tão livre e espontânea? tão singela, sem segunda intenções, de gente tão comprometida com o empoderamento a independência e a emancipação do povo sem sua tutela?

Meu amigo uma coisa é ser corno, outra é criar cobra. É claro que eu apoio a democracia direta. É obvio que me alinho a democracia direta deste governo, por uma razão simples não é democracia direta. É exatamente a mesma postura assume nas manifestações pelo impeachment e que não por acaso, foi atacado exatamente por essa horda que autoritários de esquerda que agora tenta se contrabandear na democracia direta: apoio o impeachment e a cassação de todos. Não não me apoio a formação de um novo governo dentro do mesmo velho sistema (e esquema).

Cuidado. Eles não são apenas falsos. Eles não são os desenvolvedores da construção do novo, são os estrategistas da desconstruir em nome da supremacia do velho.

Aliás, eles que não venham se fazer de sonsos. Conheço vocês, muitos pessoalmente. Não me venham perguntar se eu apoio a democracia direita porque é a mesma coisa que perguntar se eu apoio a Renda Básica Incondicional, quando vocês sabem que do que da bandeira que vocês se enrolam para fazer discurso eu me dispo para ir a prática.

Eu não apoio a democracia direta e a renda básica eu faço delas meu trabalho e a “razão social” da minha “empresa” não lucrativa. Muito antes de vocês tentarem pegar onda nelas a apoio, não só a defendi, mas a propus inclusive contra tudo o que vocês representam como sabotagem e obstrução a liberdade que elas são.

Faz tempo que me levantei pela verdadeira democracia direita e renda básica, pela cidadania plena como direitos políticos e econômicos e isto quando essa luta significa ir contra o impedimento e ameaças que vocês encorporaram no poder.

E se vocês mais uma vez tentarem se apropriar como discurso demagógico, tentarem se expropriar a livre iniciativa e sociedade com suas massas e controle e projetos de poder estatal. Podem contar que terão em mim o que devem ter todos que acham que tem as melhores razões para botar a mão nas pessoas e governá-las: Resistência.

A pergunta portanto, não é se eu apoio a ideia, mas se vocês vão deixar de ser tranca ruas e parar de sabotar as N iniciativas, N que já existem e vocês conhecem, e sabem muito bem não são a sua falácia da “democracia participativa”.

Vocês podem fingir que tem a mesma causa, mas nossos princípios e finalidades são completamente diferentes, e não me alinho com vocês, por que os fins não justificam os meios, os fins são os meios que realizam os princípios que vocês mal conhecem ou reconhecem. Ou fingem desconhecer?

Não seja por isso:

Excelentíssima Senhora Presidenta da República Federativa do Brasil, Dilma Rousseff,

Frente à reação despropositada do Congresso Nacional em tentar absorver as discussões sobre a reforma política, excluindo a população de sua construção, tomamos a liberdade de apresentar um possível caminho para abrir o canal de diálogo desejado com a iniciativa de chamamento do plebiscito.

Ficamos inteiramente à disposição para tudo quanto for necessário.

Respeitosamente,

Marcus Vinicius Brancaglione

Diretor Presidente, ReCivitas

A carta e seus anexos que contém o projeto de democracia direta foi retransmitida pelo então Senador Suplicy em meio as revoltas de Julho de 2013 e depois repassada para o ministro da justiça, deste para sei lá quem, e nada. Vejam portanto que não são apenas meus argumentos em favor da renda básica incondicional que são testados empiricamente, mas também minha práticas democráticas diretas, tanto nos nossos projetos-pilotos quanto no lido com nossos mandatários.

Não só porque defendo com de fato e há muito mais tempo não só a saída de todos os políticos mas a democracia direta que vocês, mas porque não me limito a pregar, mas invisto e trabalho por.

Meu problema não é com propriamente com vocês. Problema de vocês se enquanto eu lutava por esses direitos econômicos e políticos mais inalienáveis vocês ainda gritavam histéricos nas ruas por seus senhores, Porém, quando vocês vem (de novo) com a sua histeria, falsidade ideológica e sabotagem se hospedar na causa alheia a sua mania de poder para monopoliza-la e pervertê-la ,esse problema é meu, não só porque essa é a minha causa, mas porque sei que a cabeça de quem não se rende que será jogada pros porco será de novo a minha. E gato escaldado tem medo de água quente.

Vá de retro Satanás!

Refaçam seu caminho, sem tentar destruir o alheio. Vocês tem primeiro muitos mea culpas, muito a responder pelo que fizeram e não fizeram antes de pretender se perpetuar como mortos-vivos e se arrogar soberbamente os novos lideres da nova utopia. Até porque vocês caíram porque não entenderam nada: as novas cidades do novo mundo não tem líder nem centro para vocês dominar.

Então meus caros mui amigos se vieram fazer demagogia na democracia direta como fazem em todas suas causas sociais ou sabotar como o fazem na verdadeira renda básica aplicada vocês bateram na porta errada, essa só tem saída, e vocês só vão conseguir de novo uma coisa, se revelar ainda mais como já são vistos: desonestos intelectuais — se é que não também intelectuais desonestos.

Muito faz o autoritário que sai do caminho. Democracia Direta Digital e renda básica incondicional! Sem despostas, demagogos, populistas, totalitários, ou adoradores de ídolos contrabandeados como libertários.

E caso vocês não tenham ouvido nem lido da primeira vez.

Image for post
Image for post

I CONGRESSO DEMOCRACIA DIRETA DIGITAL

Documento elaborado pós Congresso

Os abaixo assinados, participantes do I CONGRESSO PARA A DEMOCRACIA DIRETA DIGITAL, subscrevem este documento com a síntese do que foi apresentado e discutido, dia 22 de fevereiro de 2014, em sala do Hotel Tryp Iguatemi Meliã, sito à rua Iguatemi 150, na capital do Estado de São Paulo.

1) A Internet ultrapassa a geografia, independe de territórios e anula as distâncias físicas, fundamentos da organização política dos Estados nacionais, modernos e soberanos, sejam eles unitários ou federações.

2) Em razão da realidade da Internet, a engenharia eleitoral partidária construída na era pré-Internet parece ter se tornado obsoleta, apesar da Internet completar vinte e um anos apenas em abril de 2104.

3) O século XXI assiste, pois, as tensões decorrentes do antigo modelo de eleição da classe dirigente, baseada na representação da vontade geral auscultada geograficamente e as possibilidades virtuais da era digital e informacional, das sociedades em rede, horizontais e não hierarquizadas viabilizadas pela Internet.

4) Em resumo, a Internet põe em cheque a democracia representativa, a necessidade de o povo manifestar seu poder através da intermediação de representantes eleitos por critérios geográficos, de territórios e de distâncias físicas.

5) Paralelamente ao que existe, sentimos a necessidade da atualização política dos mecanismos decisórios e fiscalizatórios, a partir dessa nova realidade: a Internet.

6) Não nos esquecemos, entretanto, da importância das reuniões presenciais, especialmente para o levantamento das necessidades e problemas da comunidade, onde cada um pode verbalizar e exprimir seus sentimentos, a par da possibilidade de reuniões virtuais.

7) Distinguimos o voluntário profissionalmente competente da atitude meramente voluntarista e amadora. Nesse sentido, enfatizamos a necessidade do conhecimento dos orçamentos e mesmo, da sua simplificação, a fim de possa ser compreendido por todos os cidadãos. Entendemos que a sofisticação com que ele é atualmente elaborado esconde desvios favorecedores da corrupção. Sabemos que um modo simplificado e transparente de organizar o orçamento contribuirá para a diminuição geral dos custos da máquina estatal. E possibilitará aos cidadãos acompanhar a aplicação dos recursos em benefício da satisfação de suas necessidades, tornando-se, além de cidadão usuário dos serviços estatais, também cidadão fiscal dos mesmos, exercendo o dever de controle social do Estado.

8) Indicamos a seguir plataformas que praticam a democracia direta: Colab.re; Socrata; Cidade Democratica; Vote na Web. Sites como: Governe-se; Movimento Voto Consciente; Associacion DRY; Ficha Publica; InternetismBook.

9) Afirmamos que a nossa ação é legal, pois fundada na segunda metade do parágrafo único do artigo primeiro da Constituição Federal de 1988.

10)A DEMOCRACIA É O REGIME DO PODER VISÍVEL, QUE NÃO SE OCULTA E NADA ESCONDE AO CIDADÃO.

BRUNA AUGUSTO PEREIRA

CELINA MARRONE

LUIZ OTAVIO BORGES

MARCOS PEIXOTO

MARCUS BRANCAGLIONE

PABLO SERCOVICH

RODRIGO BANDEIRA DE LUNA

Image for post
Image for post

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store