Brasil: De Volta ao Passado (parte 3)

Brasil o pais que implodiu antes de chegar o Futuro

Image for post
Image for post

Democracia, Renda Básica em Estados de direito e escrúpulos precários

Direito universais como a renda básica, são projetos de futuro para o Brasil e construídos com debates amplos e democrático e não ideológicos e demagógicos E enquanto direitos da população e obrigação estiverem sob o monopólio dessa classe politica bandida o que teremos é isso a continuidade de um sistema criminoso que protege os seus contra nós. O pior é que outra outra chance de emancipação pacifica como esta só mesmo na próxima revolução industrial.

Quando será que passa o outro trem da história daqui uns 100… 200 anos?

Cassação da chapa Dilma-Temer

Eles são tão bandidos que chego quase a me sentir cúmplice deles quando insisto defendendo que o caminho da nossa independência de fato é a paz. Sentimo-me as vezes como um imbecil que não só aguarda o momento do abate, mas ajudando a organizar a fila e manter o gado calmo. Já começo a me questionar o quão alienado ideológico não sou eu quando continua a pregar a paz com gente que quando quando vê seu poder ameaçado não tem nenhum pudor de violar não só direitos mas a própria vida.

Não existe renda básica sem democracia

Uma das primeiras coisas que aprendi com a aplicação da renda básica no Brasil é o que alertamos toda a comunidade internacional que defendia até então essa causa já em 2012 é não existe renda básica onde não existe cidadania e democracia plenas. Onde regimes autoritários, criminosos que praticam descarada ou veladamente a violação dos direitos e liberdades fundamentais, não existe renda básica incondicional, mas a ração distribuída pelo governo para que um povo servil e escravo não se levante. Há as sobras da mesa daqueles que assaltam a casa jogam para o dono da casa amarrado e tratado como um cão.

Desde da crise bancaria de 2008 estamos assistindo a redistribuição reversa de rendas dos povos e nações para bancos e especuladores financeiros “grande demais para quebrar” e agora para matar de vez a imposição das contas a pagar da farra. Ou seja fazem a festa com o seu dinheiro e mandam você trabalhar mais como escravos deles para eles continuarem te roubando e fazendo a festa. E paulada e chave de braço em quem se recusar e protestar.

Eles são grandes demais para quebrar, mas as nações não.

Não importa as crises humanitárias, a falências das Estados ou até mesmo o conflito que esse processo desencadeia. Toda essa ordem pode se arrentar, e a humanidade morrer e se matar que se os políticos vendidos estiverem no poder eles continuam no lucro.

Isso é a austeridade fiscal? Isso é a renda básica? Esses são os direitos e obrigações que serão pagas ao custo da liberdade e dignidade das pessoas? Mantendo políticos criminosos intocáveis. Legalizando seus crimes. Se apropriando do bem comum e dos ideias universais para reduzi-los s ideologias de classe a possessões políticas. Se isso é democracia… se isso é a renda básica, então essa não é minha democracia nem a minha renda básica.

Porque eles podem roubar, reduzir e matar até ideais. Podem corrompê-las com seus projetos ideológicos de poder e alienação. Podem em nome do bem mais uma vez pôr em prática todo seu mal. Mas não podem obrigar ninguém a professar a fé nisto ou neles.

Minhas objeções não são portanto ideológicas. Minhas objeções são de consciência.

Minhas objeções contra as segregações, guerras politicas e econômicas, minhas objeções contra a guerra de classes, raças, nações e estados não são meramente políticas nem econômicas, são objeções de fé. Meu humanismo meu libertarismo não são programa de partidos, nem de governo. Minha defesa da humanidade e dignidade não é a mera negação ou antítese do poder deles que as corrompe, é a defesa do que é sagrado; do que é o universal e essencial até para eles os que vivem da sua corrupção e repressão: a Liberdade. Esta é a minha religião, a minha re-ligação com a rede da vida para além dos jogos de poder, seus signos e representações. Uma fé cujo dogma se resume na Liberdade é Sagrada, uma fé onde o Sagrado é a Liberdade.

A classe política já fez seus declaração de guerra contra a sociedade e e adoração ao poder. Não sabemos onde isso vai parar mais, mas já sabemos que eles não tem pudores nem limites, e não vão deixar que nada nem ninguém os detenha. Agora é a nossa vez de fazer nossas manifestações de paz contra sua corrupção autoritária e amor a liberdade.

Somos reféns de uma classe politica fanática pelo poder que virou um bando de terroristas-bomba e que ou nos rendemos e entregamos tudo o que eles querem ou eles explodem o Brasil inteiro.

Ainda temos como desarmar essa bomba? Ainda dá tempo? Sinceramente não sei. mas sei que a contagem regressiva não pará e manifestações que não colocam o governo atual na berlinda pode não adiantar nada.

Mas a pergunta afinal é quem, fora a população, quem é que quer de verdade Temer Fora? Quem quer ver mesmo a Lava-Jato ir até o fim? Quem não está fazendo jogo de cena?

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store