Batmans, Robins, Coringas e el Chapolin Colorado

A mitologia dos super-heróis, super-vilões e super-psicopatas

Image for post
Image for post
Se o Batman e mocinho e Coringa é o bandido quem somos nesse pornô-puritano???

Meu amigo imaginário mais uma vez reclamou que a alegoria do Coringa, não esta bem explicada não tem nada a ver com o seguinte texto:

E era portanto completamente fora de lugar e desnecessária, criando barriga logo no começo e tirando do leitor o interesse pelo verdadeiro tema.

Ok. Ela realmente não pode estar bem contextualizada, mas tem tudo a ver aonde eu queria também chegar e não cheguei com o escrito: então explico alegoria e complemento sem nenhuma graça o raciocínio:

Quando o establishment se torna tão podre e corrupto a ponto de confundir o pragmatismo com om maquiavelismo, ele sequestra e monopoliza e aterroriza a vida de uma sociedade como qualquer mafia o faz. E quando isto se banaliza e institucionaliza da forma que temos não só no Brasil mas pelas democracias liberais mundo a fora, não só essas organizações mas todo esses sistema se torna completamente vulnerável a ele próprio virar refém de qualquer maniaco sem cara, nem identidade que como um coringa encarne o espirito do caos e destruição que reina entre a população descontente. Em outras a história mostra que regimes podres dominados por incompetentes e bandidos inescrupulosos tende a cair e cair nas mãos do mais perigo tipo de psicopata, com mais desprezo ainda pela vida alheia, nenhum tesão por dinheiro mas pelo poder em estado puro, na mais autoritária de todas as formas: o desejo de construir o mundo de acordo com a sua vontade sobre os escombros e ossadas do velho. Chamamos esse tipo de psicose de furor revolucionário enquanto age para tomar o poder e depois de dominá-lo se não completamente alienados ao culto desse poder insano de ditadura mas pode chamar essa loucura coletiva que o grande líder, esse ator social e politico doente encarna como estatopatia.

O Coringa é a encarnação moderna- culturalmente globalizada, manifesta da rede mundial, e internalizado no inconsciente coletivo do mundo- do arquétipo do deus-demônio do caos e loucura, Loki. E não faltam atores políticos e sociais nacionais e internacionais do passado e infelizmente se projetando para o futuro encarnando essa persona que produz simbioticamente a força contrária representada pela mitificação da ordem reacionária de um salvador repressor e autoritário.

Encarnada pelos fantasia do salvador como ordem fascista- e não maior arquétipo do fascismo que não se conhece e nem se reconhece como fascismo do que o vigilante noturno ou como diria o libertário minarquista Robert Noziack a própria encarnação do Estado Vigilante Noturno. Um estado tão fascista que acredita mesmo que só um estado mínimo liberal!

A projeção de Moros ou Joaquim Barbosa como esses cavaleiro das trevas é portanto a resultado dessa delírio coletivo cujo um povo acultura no sebastianismo português e autoritarismo católico romana é altamente suscetível.

Odeio a policiamento ideológico e imposição preconceituamentos. Então quem curte os mitos criados a partir das figuras histórias nacionais com Lampião, Prestes. Ou a mitologia internacional dos deuses americanos, que fique curta mesmo e mande os chatos se catar. Mas de boa se não consegue separar a pessoa do mito. Ou ver que um cara podre de rico dono de uma industria armamentista que gosta de espancar criminosos de madrugada e andar com garotinhos menores de idade de calcinha e ele de cueca por cima da calça, tem sérios problemas psicológicos, de boa já entrou de cabeça dentro de uma cultura de perturbados completamente psico. Tá pedindo para virar Robin, o garoto-refém entre cositas que gente que gosta de tem fetiche por bota e capa preta gosta de fazer com seus catamitos.

Quanto ao texto, meu superamigo imaginário tem razão: escrito que precisa de bula é uma merda.

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store