Ah essa Mania do pobre de lutar pela vida

Nunca vi rastro de cobra nem couro de lobisomem…

E depois me chamam de teórico da conspiração sonhador de utopias malucas. E mas quando o Trump e os refugiados batem na porta se cagam todos.

Você vai sai da sua terra, mas a sua terra nunca sai de você

A ignorância é a benção dos dominadores ignorantes

Aqui não tem nazismo não porque falte racistas e totalitários, mas porque para o bem e para o mal, não é nosso povo, nossos governos e governantes que são ignorantes e vagabundos demais para construir qualquer coisa que exige o mínimo de sistematização, de foguetes, carros a sistemas sociais ou holocaustos. É por isso que se diz que o deus (dos oprimidos) é brasileiro. E quem consegue vai embora ou é expulso.

Na verdade eu já usei esse video antes, mas uma boa teoria conspiratória (ou não) tem que funcionar assim, prever os eventos ou problemas com base nos fatos e dados históricos que eles mesmos nos fornecem e não racionalizar e ou banalizar o absurdo com suposições malucas de os crimes passados e mais uma vez futuros contra humanidade, se nada for feito contra.
Não… eles não seriam capazes disso. Fale isso para os japoneses.

Se correr o bicho pega se ficar o bicho come

Na verdade essa é uma questão simples de economia. Vocês não produz toneladas de comida para jogar fora. Você precisa de mercado consumidor para suas laranjas, ou então sua industria vai falir. Seja comida, armas ou bombas. E a vantajem de produzir armas é que você ainda pode ameaçar seu mercado comprador com seu produto, algo que não dá para fazer com as laranjas. Ou melhor dá, mas você precisa monopolizar a produção e os ameaçar de matar de fome seus clientes e empregados em potencial.

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.