A Nova Cara da Suprema Corte Brasileira: Cão de Guarda da classe política brasileira

Que a corte já fazia esse papelzinho baixo de advogados de porta de cadeia de político, isso todo mundo já sabia faz tempo. Mas agora eles tem um especialista que personifica essa condição humilhante.

Morais: Cada governo tem um STF que é a sua cara.

Sei o que você deve estar pensando: Com Toffoli, lewandowski, Gilmar Mendes como é que posso falar- perdão pelo trocadilho de veio broxa- da moralidade, amoralidade, imoralidade desse Morais?

É que não justamente é tudo menos uma questão de moralidade.

Cada governo nomeia ministro ao STF que são sua cara. Até porque se precisar deles. Não pode correr o risco de ser desmascarados e cair justamente por que faltou caras para encobrir seus rastros.

A (ou o) cara do governo FHC que ficou no STF é Mendes.

Do Collor é o seu primo Mello.

Lula também por lá não tem uma cara, mas duas: Toffoli ou Lewandowski (no mínimo).

Dilma que não consegui dar cara própria nem ao próprio governo, ficou sem cara nenhuma nem aqui, quanto mais lá no STF.

Sarney… esse não conta. Não porque foi vice. Mas porque a chapa dele com o avó do Aécio não foi eleita nem sequer eleita pelo povo. Foi o arranjo, a pinguela que colocaram lá para fazer a transição depois que mataram o movimento das Diretas Já. E como o Brasil sempre foi um pais de muita sorte, claro que morreu Tancredo e ficou o legitimístico democrata e opositor da ditadura Sarney no poder.

Não, qualquer semelhança do passado como o presente não é mera coincidência, até porque não só os interesses e entulhos autoritários ainda são os mesmo, mas porque até algumas múmias dessas dinastias ainda são as mesmas.

E depois tem trouxa que acredita nessa propaganda de que Deus é brasileiro. Só se o deus for o deus deles. Porque com tanta ave de mau agouro pousada na nossa sorte tá é mais é com cara de que o Capeta é brasileiro.

E já que voltamos para o assunto. Eis que a cara do governo Temer não poderia portanto ser outra senão seu guarda-costas emprestado do Alckmin: o Morais.

Morais: missão dada é missão cumprida

Image for post
Image for post

Estupefata, uma amiga nem perguntou: mas como assim? Como pode um cara com uma gestão desastrosa a frente do Ministério da Justiça ser o nomeado pro STF? O cara que está em meio a maior onda de rebeliões nos presídios… comandadas por facções criminosas.. um cara que fez carreira combatendo isso como secretário de segurança pública de São Paulo, e combatendo o PCC… Como? Como pode? Aliás, como pode um governo pior tem ligação com possíveis delatado do PSDB na Lava-Jato? Como pode o presidente nomear uma pessoa que nitidamente está falhando em cumprir seu dever, sua função atual na Justiça?

Ora e quem disse que ele está falhando?

Tudo depende do ponto de vista. Para o governo por exemplo ele deve estar fazendo um trabalho fantástico, já que recebeu isso não só como uma espécie de promoção na sua carreira, mas como uma nova missão para continuar a prestar seus serviços em um outro nível. Erra portanto quem pensa que Morais tenha falhado em suas missões. Para quem ele está a serviço cumpre e cumpre muito bem.

Erra quem quem acredita de que ele estava a serviço da sociedade e não dos seus chefes nos governos. Mas como assim não são os interesses da sociedade os mesmos que o do Estado? Há meu filho, se nem aos 45 do segundo tempo da lava-jata em plena era da informação você não conseguiu perceber ainda o que até os fundadores das primeiras democracias liberais a 200 séculos perceberam esquece, numa próxima encarnação quem sabe sonha em governar sua própria vida.

Se você acredita que eles colocam os interesses da Nação antes do Estado e do Estado antes dos deles os dos grupos deles. Se você acha que eles pensam se então você acredita os interesses do governos e sociedade são a mesma coisa e que eles acham que esses interesses de estado pertence ao povo e não a eles então você desconhece até mesmo o principio liberal mais básico das velhas democracias representativas francesas e americanas. Mas não desconhece porque não estudou ou não quer estudar porque esses antigos revolucionários burgueses acreditavam que o melhor governo é o que menos governa e o melhor Estado o menor Estado possível, mas simplesmente porque não quer olhar para o seu própria realidade agora. E merece portanto cada Toffoli e Morais que farão da sua Suprema Corte, da sua justiça apenas o terceiro castelo medieval onde esses lordes da terra se escondem e atacam seu próprio povo.

Cada um dos membros do STF está lá por causa de suas carreiras e serviços prestados. Olhe para a carreira de Morais e Toffoli e vocês saberão exatamente a quem eles servem.

Existe um principio que norteia a Lava-Jato e toda investigação de crimes organizados e corrupção. Siga o dinheiro. Esse principio não é valido apenas para descobrir os chefes de organizações criminosas, mas para todas as organizações do tipo inclusive as legais e estatais: Siga o dinheiro. Me mostre os contratos de um homem e eu lhe direi a sua verdadeira razão social - se é que tem alguma. Maldade minha? Não, capitalismo. E isto não é sequer uma critica, é uma constatação: o trabalho de todo empregado é produzir retorno a quem o emprega. Ele pode até não entender isso, mas se não for de dar esse retorno, já era .

E como Morais, meu amigo, é assim: missão dada missão cumprida. É faca na caveira. E tem gente ainda não entendeu nada, ainda acha que isso é um elogio. Não entende ainda que esse tipo de solução final é sempre o maior problema de toda a humanidade.

É por isso que Morais nem a sua nomeação me assusta. O que me espanta é o fato que as pessoas estarem cada dia mais perdendo completamente a noção desse perigo histórico.

A guerra contra o crime: o Rio de hoje e o Brasil de amanhã

Parece que todo mundo resolveu assistir apenas o Tropa de Elite 1 e não quis ver o 2: “O inimigo agora é outro”. Na verdade não quis assistir nem três que não passou nos cinemas, mas na vida real mesmo. Olhem para o Rio de Janeiro. O estado atual do Rio é o ultimo filme dessa trilogia. Um Estado governado por pemedistas corruptos até a medula, associados a uma esquerda e autoritária e corrupta, aliada a empresários impostores igualmente bandidos. Um filme onde o bope termina atirando em servidores públicos protestando contra os criminosos instalados nos palácios governamentais não contra a corrupção aumento, ou volta de seus partidos de estimação, mas pelo pagamento do que o Estado deve a eles: seus salários atrasados.

Como tudo isso aconteceu? Como tudo aconteceu já sabemos. A pergunta mesmo, a pergunta correta é: como eles fizeram para que ninguém os impedisse? Fácil. Enquanto eles roubavam os cofres do Estado todas as atenções estavam na guerra. Uma guerra contra a criminalidade que resultou em mais crime, mais corrupção e mais baixas que nunca em todos os lados.

Todos os lados. Não só bandidos mortos- porque para muita gente bandido bom é bandido morto. Mas policias como nunca antes. E como sempre os mais inocentes pegos no fogo cruzado.

E lógico, que como toda guerra, tem gente ganhando com essas mortes em todos os lados. Inclusive politicamente. E não raro, são os mesmo que investem e propagam essa guerra.

Agora me diz uma coisa, olhando para a trama desse filme, será que o final é tão imprevisível assim?

Quem se surpreende agora que num pais governado pelos senhores da discórdia quem tenha tomado o poder no teatros de operações do Rio tenha sido a Igreja Universal de São Paulo. Meu filho, quer mais melzinho na chupeta do que vender luta do bem contra o mal, para pilantra vender o céu e salvadores do povo de deus do que essa?

E eu com isso? “Que se virem”, ou “que se danem”. Problema deles eu não sou carioca nem moro lá, podem estar pensando alguns. Mas esse tipo de pensamento não é de um falta de solidariedade pusilânime é de um egoismo e isolacionismo burro. Porque o Rio não é só parte do Brasil, hoje o Rio é a cara do que será Brasil amanhã. Ou mais precisamente o que acontece no Rio é o espera o brasileiro de todos os cantos amanhã.

Hoje, o Rio e outros Estados dependem da ajuda, da união, muito em breve serão todos os Estados pedindo ajuda financeira e militar. O que por si só deveria causar arrepios para quem tem a mínima noção do que é um estado de direito. Porém, com esse mesmas gangues e seus esquemas ainda no poder, em breve não serão só os Estados mas também a união que estará falida. E ai a grande questão malandro é a seguinte: Estado pedem ajuda financeira e militar a União, mas e a União, o Brasil pede ajuda financeira e militar a quem???

A ninguém evidente.

O Brasil se virá sozinho não é mesmo? porque afinal de contas temos uma democracia adulta emancipada e independente que é o retrato dos nossos 3 poderes. Um pais livres que é a própria somatória de toda a liberdade que a população brasileira desfruta com uma das cidadanias mais plenas e inalienáveis do mundo. E qualquer coisa, não esquenta porque deus é brasileiro.

Veja como os governos tem sempre tem solução para todos os problemas que eles criam: Aumentaremos a carga tributária e diminuiremos os beneficios trabalhistas, e venderemos alguns propriedades nacionais e pronto resolvido. Basta o povo trabalhar mais, ficar com menos e ainda por cima entregar o resto do que é seu. Que tudo estará bem. Veja que o governo brasileiro não exigindo que ninguém se mate, para salvar este panteão da honestidade e dedicação a causa pública, não. Eles só estão pedindo que você entregue tudo o que tem de uma vez e trabalhe até morrer mesmo. De qualquer forma você já não recebe um centavo de lucro do que é estatal mesmo, já que eles roubam tudo, então porque não entregar de uma vez e trabalhar para o novo dono da sua antiga terra? Mas veja que isso não é um bem um pedido. Se eles decidirem que sim e você disser não, pode ser que eles ai sim se zanguem e tomem até sua vida. E você não quer deixar eles zangados ou quer?

A quem pertence a soberania das nações?

E depois reclamamos de golpe. Querido, se queremos nos livrar da submissão aos governos gringos, especialmente agora que eles ciaram em mãos de regimes autoritários precisamos primeiro tomar vergonha na cara e fazer a nossa lição de casa, precisamos primeiro nos livrar da nossa submissão aos nossos governantes domésticos corruptos e vendidos e seus regimes autoritários- não importa se são de esquerda ou direita.

Se queremos minimamente resistir ou negociar com dignidade precisamos nos livrar de quem entregaria até a mãe a preço banana que dirá então do pais e a soberania nacional inteira. Falando assim pareço até um nacionalista. Soberania nacional…

Mas o que é a soberania nacional a soberania do seu povo? Ou seria a sua submissão ao governos nacionais ou internacionais? O que é essa soberania de um pais senão a posse e usufruto do seu território pelos povos que compõe cada um dos nossos Estados e a nossa Nação?

Como se chama, afinal, um homem sem um casa, ou chão de terra para viver? Como se chama um homem que vive numa casa ou pedaço de terra que não é seu? E como se chama então o homem que mesmo sendo dono da sua própria terra e trabalhando nela, não fica com os frutos do seu trabalho, mas é obrigado a entregá-los a outros? E como se chamaria enfim o povo que não é de fato o dono do seu próprio pais? E o pais que tem outro dono que não o seu povo?

Eu chamo esse povo de plebe. Sua condição de escrava na sua própria terra, e seu pais de qualquer coisa, menos de pais livre.

Morais? Quem é Morais? Temer, Dilma, Lula, FHC, Itamar, Collor, Sarney e cia… Você quer descobri a quem pertence a soberania do Brasil? Quer saber para quem toda a classe governante querendo ou não, sabendo ou trabalha? Siga o dinheiro não o seu. O deles.

Você paga imposto e acha que é o patrão? Como disse se nem na era da informação você descobrir que o dinheiro não é o bem, mais o meio de troca dos bem esquece. Você não vai perceber nunca que o verdadeiro objeto que se compra e vende é outro. Não vai perceber que o objeto que se compra e se vende é você e seu mundo.

O Estado meu amigo é igual Facebook, você não é o usuário. Você é a mercadoria. A diferença é que Face você não paga para ser vendido. No Estado eles não só te vendem como ainda por cima cobram te obrigam a pagar os custos da sua própria comercialização. Até porque informação as pessoas dão de graça, mas trabalho a vida e os meios vitais não. Ou achava o que? Que era o contrário? Então porque eles te obrigariam a pagar uma coisa que é tão boa para você e não para eles.

Tem gente que diz é porque não seria justo que só alguns pagam pelo bem que eles produzem igualmente para todos. Outros dizem que é porque eles precisam tirarem de quem demais para fazer algo para os outros que quem de menos. É conheço bem o tipo de redistribuição e bem para todos que eles fazem.

E depois dizem que o nosso povo é muito desconfiado e que ele precisa confiar mais no seu governo, pois eu acho justamente o oposto: somos é até desconfiado de menos, e se falta alguma coisa para o brasileiro não é credulidade e esperança, é um pouco mais de inconfidência, daqueles que quando dão em alguma coisa não terminam em enforcamentos mas em revoluções e democracias. Podem até ser imperfeitas e descambar para o trashfood da americana, mas puta que me pariu, pelo menos uma vez democracia de verdade, e não essa farsa, esse pão e circo brasiliano que cada dia é menos pão e mais pedrada e picadeiro dos mesmos palhaços assassinos de sempre.

Zumbis e palhaços assassinos… os arquétipos do terror que tomam a inconsciência coletiva nunca deixam de ser significativo e reveladores da nossa realidade mesmo quando ainda estamos letárgicos em nosso mundo de fantasia.

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store