A Lava-Jato acabou (Parte 2)

Como a Lava-Jato foi reduzida a válvula de escape dessa pinguela politica

Para quem só espera a prisão de mais um bodes expiatórios que daqui alguns anos serão soltos ou perdoados pelo STF quando a poeira baixar. Alguns petistas até graúdos, e até um outro capo do PMDB e talvez até do PSDB que não esteja mais tão dentro e blindados pelo esquema, então não se preocupe, a Lava-Jato estará ainda lá para deixar você feliz e cheio de esperança de que o Brasil o antro de corrupção está devagarinho acabando.

Porém, se você tinha alguma esperança (como eu confesso que tive) de que ela poderia conseguiria defenestrar senão toda a gangue, ao menos aquela que não sai do poder nunca. E ou sonhou que por conta disso, por falta de mão-de-obra bandida para ocupar a diretoria e gerencia dessa fábrica de criminalidade política e social as instituições falidas do Brasil seriam obrigadas a se reorganizar em algo um pouco menos catastrófico. Esquece. Eles vão continuar levando esse trem até cair por falta de trilhos. Nenhuma mudança sistêmica virá desse organismo, porque não tem mais um câncer. Ele é o câncer da sociedade brasileira.

A Lava-Jato pode até continuar chacolhar essa árvore da politica mas dos seus galhos só caem os macacos que os macacos quiserem derrubar para ocupar seus cargos. Não tenha duvidas que eles vão entregar, e deixar raspar e cortar muitos mais cabeça de mais algum peixe grande do empresariado ou até mesmo de ex-governadores e até ex-presidentes. Mas só se eles quiserem, e esses ex não estiverem dentro do esquema de proteção. Porque eles que estão encastelados dentro do esquema de poder, do resto da gangue dessa classe política, só vai para a guilhotina, só na mão e em desgraça pública os adversários políticos que eles quiserem se livrar dentro dos seus jogos palacianos. Dois em um: Livra-se de desafetos políticos e ainda por cima se aplacasse a revolta popular com linchamentos e cabeças sendo cortadas em praça público.

Eles aprenderem a manobrar a força da Lava-Jato como um elemento do sistema, antes que ela e o povo aprendesse que com eles ou se corta todo o mal de uma vez, porque com dizia o filosofo das vontades de poder o que não mata engorda.

A Lava-Jato hoje não é mais o perigo de antes, mas já está servindo como a válvula de escape involuntária que ajudará a preservar as estruturas podres, eliminando seletivamente inimigos políticos que caírem em sua desgraça pública. Como a Lava-Jato poderia se sujeitar a esse papel? Não é uma questão de escolha. A pergunta pode ser estendida deles para cada um de nós? como e porque nos sujeitamos a essa condição abjeta?

Estamos voltando para o velho sistema: quem pode manda quem tem juízo obedece. E se isso era feito com certa discrição e vitimismo durante o petismo, agora será feito sem nenhum pudor pelo autoritarismo que não tem pudor em ser autoritário. Agora não temos mais agente para-governamental ligando para casa de “dissidentes” para fazer ameaças veladas ou nem tanto. Mas agentes governamentais já censurando e perseguindo publicamente os “subversivos” sem nenhum pudor, ou preocupação em esconder seu caráter.

Talvez, você diga, pelo agora o povo finalmente sabe quem são nossos inimigos, e que eles estão todos juntos, mas que diferença isso faz se não queremos enfrentá-los? Ou pior se a grande maioria o apoia?

No caso especifico da Lava-Jato, então, a questão não é nem de ideologia, ou manobras de massas é de hierarquia mesmo. A cabeça do judiciário não pertence a justiça, mas a carreira dos empregados do poder judiciário pertencem a quem ocupa esta nas cabeças.

Mas não foi sempre assim? Foi. Mas enquanto havia uma população de prontidão a se levantar eles estavam de mãos amarradas. E agora eles não estão só soltos mas quase tão nus quanto os reis da republica.

Que o STF sempre foi uma corte aparelhada para defender interesses políticos e econômicos superiores, isso não é de hoje e todo mundo minimante lúcido sabe. Que eles sempre tiveram que limpar a sujeita feita pelos poderes políticos e econômicos com a língua, porém nunca tiveram que fazer em público.

Havia até então um conflito de interesses entre o ego sem fim dessa gente, e o seus rabos presos. E o rabo venceu. Para a pose e a empáfia continuará continuar sem as vaias da opinião publica só duas opções?

Uma ou eles tiram a mão dos ventríloquos enfiadas no seu rabo por debaixo da toga agora que todo mundo está vendo. E falam com um poder independente acabando com sua situação vexaminosa.

Ou mandam a platéia, a opinião pública independente calar a boca e assistir quieta o show e respeitar sua majestade senão…

Quando chegar a hora, qual opção que vocês acham que eles vão escolher? A aprovação e a pose mantidas por censura ou respeito mantido pela liberdade de expressar a indignação e contestação contra eles? E não pensem que esse outro foro privilegiado vai ficar restrito aos magistrados supremos, ele vai se voltar a blindar a imagem imunda dos políticos de direita e esquerda.

Não é portanto uma questão de ter ilusões quanto aos interesses e caráter de quem está no poder. É uma questão de saber que quem não se autoafirma, não se autodetermina esta condenados a ser predeterminado, calado e renegado até mesmo no direito (que deveria ser) inalienável de dizer quem é, o que quer e o que pensa. E que quem o faz contra quem está disposto a usar da violência legal ou ilegal não tem uma vida pela frente, tem uma luta e isso é a sina de ser brasileiro que legamos de geração a geração aos nossos filhos que nascem sobre o signo dessa má sorte chamada servidão.

Não importa quais eram as motivações reais por trás da Lava-Jato, ou se elas existiam. O fato é que havia uma conjunção estratégica de interesses, entre o que a sociedade reivindicava há séculos e o que lava-jato estava fazendo: prender também politico e empresário bandido. Tentar aproveitar essa conjunção de fatores para tentar mudar esse sistema corrupto e fazer reformas políticas isso era o que ainda estava em disputa. Inclusive derrubando governos corruptos que são o própria representação desse sistema. Quando apenas se troca e se aceita que a mudança de caras, (aliás que mudança de caras?) a capacidade que ela tinha de estabelecer as condições para a transformação do sistema se perdem.

Em outras palavras jamais haveria lava-jato sem o Fora Dilma. E não vai haver lava-jato (não a mesma) sem Fora Temer. E nunca vai haver nenhuma lava-jato capaz de mudar o sistema enquanto o que se buscar não for o fim de regimes corruptos, mas só deste ou daquele governo. Enquanto as pessoas não entenderem que o golpe não é derrubar governo bandido mas mantê-los. Seja com esse ou com aquele grupo corrupto e vendido.

A Lava-jato morreu porque perdeu a capacidade que ela tinha de estabelecer as condições para a transformação do sistema, ou melhor nós perdemos. A Lava-Jato era o vetor de uma ansia da sociedade por transformação que está se perdendo em meio ao medo dos bandidos marginais, enquanto os grandes no poder de supostamente deveriam contê-los escapam em meio as crises penitenciárias e policial militares. A Lava-Jato nunca teve força própria para contrariar os interesses que a Suprema Corte, o governo e congresso representam quem dava essa força para elas era o medo do tamanho da reação popular. Eles tem medo, não tem vergonha. E agora com o medo de volta do lado da população todos os bandidos estão de novo soltos, principalmente os mais poderosos.

Dilma caiu porque não foi capaz de cumprir seu dever de presidente nem da nação nem dos donos da nação. Ficou isolada. Não quis se comprometer nem com o povo, nem com os seus aliados bandidos para não virar a traidora da nação e presidente do sindicato dos ladrões políticos. Hoje corre o risco de virar o bode expiatório mor de ambos: a tirana traidora do povo e a unica corrupta condenada pelos sindicato dos bandidos.

Temer pelo contrário contrário, consciente da sua pequenez e condição de refém não titubeou, se agarrou aos interesses dos donos do Brasil e apostou no terror e recessão contra o povo. Uma aposta arriscada mas pelo jeito infelizmente está dando certo. Temer está cumprindo a risca a função de um presidente na farsa da democracia representativa: manter o povo quieto e conformado enquanto a classe politica e compadres pilham e escravizam a nação. Embora fosse mais seguro um outro demagogo populista que escondesse a precariedade da nossa democracia ao invés de um tirano descarado que expõe cada dia mais explicitamente o caráter autoritário dos poderes que nos governam.

Essa é a pinguela que eles criaram para fugir impunes até 2018 do fosso da lava-jato. E quem cair dela pode ter certeza, é porque foi empurrado por algum amigo.

Image for post
É engraçado como se a nudez fosse a maior vergonha do nosso pais.

continua…

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store