Não isso não é notícia do Sensacionalista. A fonte é o Lastampa.it e assinada pelo jornalista Andrea Tornielli, (o que convenhamos não é por não ser fake que não deixa de ser um absurdo)

Image for post
Image for post
O inferno de Dante

Antes de mais nada novamente e por extenso créditos a matéria em português ao blog do Paulo Lopes, que mundo é sem dúvida o site que mais trás artigos interessantes sobre as bizarrices do mondo religioso (o qual partilho da crítica não como ateu mas não como um deísta das antigas mas quase). Mas vamos ao que interessa:

A guerra cultural bizantinas por trás dessas bizarras notícias.

Uma guerra cultural sobre um território cujo próprio povo desconhece seu valor, mas não eles que tem olhos e as mãos há muito tempo sobre ambos. Uma guerra de cultos que envolve interesses, tradições, costumes e rituais e claro impérios muitos mais antigos do que pode supor nossa vã filosofia, até porque há mais mistérios entre alcovas de palácios e igrejas que é dado ver aos pobres olhos “leigos’ da plebe rude. A guerra cultural, por corações mentes e “espíritos” (em todos os sentidos da palavra). A guerra cultural pela possessão da eterna colônia Brasil.

Eis a batalha entre os fieis do movimento radical “dissidente” do já ultraconservador Tradição, Família, Propriedade, os Arautos do Evangelho, e o papa “vermelho” (chegado numa teologia da libertação) Francisco:

(…) o Vaticano está investigando os Arautos dos Evangelhos, uma dissidência da TPF. Eles são acusados de adorar o “dr. Plinio” e mãe dele, dona Lucilia, que morreu em 1968, aos 92 anos.

A informação é do o jornal italiano La Stampa, cuja repórter vaticanista Andrea Tornielli apresenta como prova um vídeo onde um integrante dos Arauto lê uma comunicação do Satã, obtida em exorcismo.

Entre os presentes está o monsenhor o João Scognamiglio Clá Dias, que renunciou, ao menos oficialmente, à liderança da organização após o início de investigação do Vaticano.

“O Vaticano? É meu, o meu!”, diz Satã, de acordo com o texto lido pelo arauto.

“O papa faz o que quiser, ele é estúpido! Ele me obedece em tudo. Ele é minha glória, ele está disposto a fazer tudo por mim. Ele me serve. “

Satã continuou: “O papa vai morrer”. -Entidade católica teria feito pacto com Satã para morte do papa

Sim, tutti brasiliano. Mas não “essa gentalha, essa racinha que chamam de povo”…mas os brasilianos que ainda juram que tem sangue azul, e que todo “sangue azul” ainda tem o direito divino de derramar quando bem entender todo suor e sangue vermelho da raças inferiores em holocausto ao seu Senhor todo poderoso- que, segundo a matéria não é parece ser exatamente o mesmo dos crédulos naquele que vive nos céus…)

Pois é. Mané Igreja Universal… capeta de evangélico é coisa pra pobre… capeta de gente rica e poderosa não promete cura de pneumonia, emprego nem leva ninguém para dar o rabo e fumar maconha, não… eles vão direto no pescoço e não só do papa, e dos comunismo, mas de todo “pacifismo igualitarista”:

Lança seu último livro em 1993, em um brado final contra os males do igualitarismo pacificista que menospreza a hierarquia, a nobreza, a guerra justa, a família. A obra, “Nobreza e Elites Tradicionais Análogas nas Alocuções de Pio XII ao Patriciado e à Nobreza Romana”, foi lançada, em conformidade com o assunto que versa, em luxuosos hóteis com a presença de inúmeros nobres e prelados da Santa Igreja. Teve 11 edições em 6 idiomas, um total de 56 exemplares e prefácio do príncipe e chefe da Casa Imperial do Brasil Dom Luiz de Orléans e Bragança.- Sobre Plinio Correia (fonte Wikipédia)

Essas conspirações ou teorias da conspiração a gosto ou credo do leitor, pertence ao reino do insólito que seria até cômico se não fosse real, quero dizer, o credo, o poder e influência desses fanáticos religiosos ao longo da nossa história.

Image for post
Image for post
Deputados da “Constituinte” de 1934. Plinio Corrêa de Oliveira indicado

Essas é daquelas noticias que mesmo quando não são verídicas já interessam pelo absurdo, e mesmo se verídicas continua interessando não porque são fatos mas porque continuam sendo um completo e perverso absurdo. Por isso, antes de mais nada quero confessar ao leitor que não perdi tempo checando para além das fontes da imprensa citadas bios na internet/wikipedia dos envolvidos autores e denunciados. As razões:

Primeiro porque a fonte citada é razoavelmente confiável.

Segundo a bizarrice banalizada e até celebrada dos dementes e suas disputas interessa mais do que eles acreditam ser ou não verdadeiro.

E Terceiro e mais importante:

Mesmo que não fosse verdadeira, seria extremamente verossímil. Afinal, notícias de maniacos-fanáticos no poder (e não só no baixo clero); que acreditam em pacto com cramunhão; em “nome na boca do sapo” e rituais de sacrifício em quintal de palácio presidencial, é coisa que já deixou de fazer parte do “público e notório” para o registro historiográfico no mínimo das crendices, rituais e costumes brasileiros, ou mais precisamente das nossas classes governantes oligárquicas, a nossa “aristocracia”. Afinal dignos de crédito ou não, são relatos presentes desde de biografias de ex-primeiras-damas a delações homologadas pelo poder judiciário e agora até dos autos do próprio direito canônico do Vaticano.

Não que esse tipo de registro seja grande coisa para quem não fundamenta seu pensamento no julgamento da autoridade alheia; mas para quem fundamenta seus juízos próprios sobre o que lhe é alheio, não no que acredita ou não, mas nos próprias evidencias materiais dos atos e palavras e credos proferidos pelos seus autores ou pelas autoridades que os mesmos veneram, tais registros se constituem em vestígios inequívocos não só dos valores e ideologias e ações que adversários em batalha se imputam e acusam uns outros, (muitas vezes ambos verdadeiros), mas sobretudo dos atos e palavras que os próprios autores pronunciam e colocam nestas praticas, até em louvores e celebrações. Em verdadeiro culto e apologia dos seus atos e credos e do juízo supremacista que fazem de si mesmos, buscando legitimar seus preconceitos eugenistas para não dizer genocidas sem nenhum pudor ou culpa- nem mesmo a tradicional culpa católica.

Agora entendi qual o porque do lambe-bostas do diabo do Temer no poder e a porque o papa quer só agora excomungar esses corruptos e mafiosos…

Dizem que o Papa agora quer excomungar os corruptos e mafiosos. Só tem um sério problema de direito teológico: a jurisdição. Esse reino não é de deus, mas do capeta. Ou melhor, é território que pode até pertencer aos filhos de deus, mas está sob o domínio do(s) diabo(s). Rigorosamente, portanto, não é caso de excomunhão, mas exorcismo.- Laranja-Mecânica: Não é por 40 reais

Mas sobre esse assunto, encerro por aqui. Por respeito a inteligencia e credo do leitor, porque há questões cujo conhecimento dado não é conhecimento é doutrina cujo julgamento sobre sua verdade ou fantasia não existe sem a investigação e reflexão do próprio individuo . Deuses e demônios; partículas e forças, elementares ou complexas; teorias, dogmas, descobertas ou revelações mesmo sobre os princípios mais fundamentais e universais só são verdadeiras ao livre pensamento que os concebe e concebendo os compreende. No ar, não passam de impressões mais ou menos concretas, mais ou menos coerentes da sua percepção do mundo, direta ou intermediada de outros desse mesmo universo como signos e sinais.

O conhecimento não se dissocia da liberdade de conhecer, não apenas como respeito a liberdade de expressão, mas do direito a ignorância pacífica. Até porque há saberes que jamais serão objeto de credo; perdem seu sentido sem a experiencia da descoberta e revelação; não existem sem a consciência de quem literalmente o vê como seus própria olhos, mesmo que sejam os olhos da sua razão.

O essencial definitivamente é invisível, mas não a todos os olhos.

Se pessoas nascem iguais e livres, ou se outras nascem com direitos por tradição de propriedade divinos, mundanos ou satânicos sobre elas e seu destino, esse é um conhecimento que cabe somente a cada pessoa, cada alma, no exercício do seu livre-arbítrio descobrir. Nessa batalha milenar mitológica insana entre o bem e o mal entre o poder e a liberdade podemos não ser livres para viver sem senhores, mas queiram ou não, nós ou eles, somos todos e somente cada um de nós a escolher que fantasias vamos idolatrar ou não, ou que realidades vamos amar ou não.

A ignorância para muitos pode ser um verdadeiro uma benção. Nem todo mundo quer saber do que é feita a carne que ele come. E vir a saber é muitas vezes um fardo que não podemos dar nem impor aos outros.

Como diria o general alemão: religião, política e salsichas… se o povo quisessem saber como e do quê feitas jamais engoliriam.

Image for post
Image for post

Vade retro Satanás:

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store