A Anistia do Caixa 2. E lei do “abuso de autoridade”: Isso não é mais um sindicato de ladrões, isso é oficialmente um ditadura positivista

Não ditadura não. Isso é muito feudal. não dá nem para chamar de ditadura totalitária é um tirania absolutista mesmo

Image for post
Image for post
http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/historiageral/revoltas-plebeias.htm

A lei escrita foi inventada basicamente por unica razão. Para que os governantes que sabidamente não cumprem o que dizem, não dizerem que não disseram o que foi dito. É a garantia que um povo tem ainda que servil, que seu tirano não vai dizer que o que vale hoje não vale amanhã. E o que não valia ontem esta valendo agora. Ou ainda que o que já valia, não vale mais, mas passa a valer de novo agora… um, dois, três, já!

Uma ditadura ou até mesmo uma tirania esclarecida como uma monarquia constitucional são uma forma “menos primitiva” ou explicitas de despotismo. Dado que o déspota dito “esclarecido” tenta dar o mínimo de legitimidade a sua usurpação, estabelecendo um conjunto de regras e leis, que embora limitem seu poder aumenta a ilusão popular de liberdade e justiça, promovendo maior segurança a ele desposta e o seus que não vai ter que responder por seus atos.

É o bendito contrato social. Os governantes e poderosos perdem parte do poder de fazer o que bem entendem contra o povo, mas em contrapartida recebem dele a “tolerância” a sua usurpação. E todos desfrutam da paz. É um contrato de corno manso, eu sei, não estou defendo, estou contando como é.

Logo, uma ditadura, não quebra a lei a ordem a revelia de da vontade e interesse de está no poder. Ela derruba a ordem presente a deturpando e funda a nova ordem que literalmente lhe serve.

Logo, o que estamos presenciando é decadência do presidencialista de compadrio, para o coronelismo presidencial. Todo mundo que já desagradou ou enfrentou a politica sabe que esses coronéis sempre estiveram dentro dos compadres, mas agora o que eles faziam escondido, as ameças e crimes que cometiam contra um ou outro ativista, estão cometendo abertamente contra toda a sociedade.

O totalitarismo é uma forma contemporânea de despotismo esclarecido. Porém não importa se é medieval ou moderno, todo despotismo exige um enorme nível de alienação domesticação e servidão voluntária de toda a população que não se consegue senão com privação e repressão feudais, ou o que é a mesma coisa, com os níveis de privação e repressão dos marginalizados contemporâneos. Algo que é impossível de se manter para toda uma população por período muito grande de tempo.

Para escapar dos crimes que cometeram. A politica brasileira abre o precedente para a legalização dos piores crimes. E eles já se consumam como agentes tão irracionais e inconsequentes que não apelo nem mais a sua consciência e responsabilidade que inexistem. Na verdade a pergunta é o que a justiça e se ela prevaricar o que nós vamos fazer para deter o que já não se tem mais dialogo ou apelo. Como vamos fazer para nos livrar dessa classe politica que de criminosa se tornou despótica, e caindo ou não está abrindo caminho para ampliar as piores violações de direitos humanos e crimes contra a humanidade.

Não existem direitos humanos o que existe é a autoridade seus abusos. Não, não existe obrigação publica, mas apenas o poder seus crimes privilégios contra a população. Não adianta. Não há repressão que sustente isso, é uma questão de tempo. Seja a direita ou esquerda, cabeças vão rolar porque não foi a nossa democracia meia boca que caiu. Agora o que caiu de vez foi a nossa republica de bananas. E nem com as bananas ficamos!!! É oficial não são mais criminosos autoritários no poder mas tiranos absolutistas!!! Projetos de nazi-fascistas. Não queiram nem ver o que virá da próxima farsa eleitoral.

Roberto Requião ainda tem a cara de pau de dizer que a lei do abuso de autoridade é para proteger os Amarildo. Que nojo. O agente do Estado tripudia do cadáver das suas vítimas, para fugir dos seus crimes.

Pois é como disse o canalha, do presidente da Câmara:

E se não há crime, não há reparação. Que se dane cada centavo roubado para financiar seus partidos, da merendas, dos sistemas de saúde, que se dane quem morreu ou carregará pelo resto da vida, as consequências dos atos que eles não vão jamais ter que responder ou reparar.

Não há anistia para um crime que não existiu. Não há vitimas. Não há nada. Você simplesmente não existe.

Tudo é parte de grande fatalidade. E olhe bem, não insista muito, porque quem insiste em provar sua historia de vida, termina sem nenhuma das duas, sem história nem vida.

“Você sabe com quem está falando?”

Não, você nunca sabe. Não enquanto não descobre de tudo do que eles são capazes. E isso ainda não é nada. Infelizmente é só o (re)começo.

Continua aqui…

Written by

X-Textos: Não recomendado para menores de idade e adultos com baixa tolerância a contrariedade, críticas e decepções de expectativas. Contém spoilers da vida.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store